Presidente do Flamengo Rodolfo Landim pode ser preso pela morte dos 10 garotos

RIO DE JANEIRO-As vidas e os sonhos de dez garotos foram interrompidos pela tragédia no Ninho do Urubu. Famílias estão desoladas. A dor toma conta de todos. E, um dia após o crime, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, até o presente momento não foi responsabilizado criminalmente pela morte de 10 atletas da base da agremiação. E também, até o presente momento, não fez nenhum gesto de que vai indenizar as famílias, antes mesmo de uma possível ação contra o clube. Rodolfo Landim, que demorou a ir ao CT em chamas,  fez apenas um rápido pronunciamento ao meio dia da fatídica sexta-feira que matou 10 pessoas no  Ninho do Urubu.

“Obviamente estamos todos consternados. Essa é a maior tragédia que esse clube passou nos últimos 123 anos (anos de existência do clube, fundado em novembro de 1895)”, disse o mandatário do Flamengo.

O CT do Flamengo, o Ninho do Urubu estava operando sem licença da prefeitura, ou seja, sem habite-se. Recebeu 30 multas e estava operando ilegalmente, sabe-se lá, sob propina a fiscais da prefeitura. Os containers onde estavam alojados os atletas da base do time não constavam na planta do CT. Era um estacionamento. Jovens foram jogados naquele alojamento sem nenhuma segurança. Não havia, de fato, nenhum adulto nas proximidades, nenhum segurança que protegessem os meninos que, praticamente, estavam ao Deus dará.

A polícia já ouviu os sobreviventes da tragédia, mas não ouviu ainda o presidente do clube. Os relatos são impressionantes. 14 atletas e três funcionários foram depor na delegacia do Rio, acompanhados da equipe de assistentes sociais do clube, um advogado e de uma conselheira tutelar do município.

Segundo informações da polícia, todos os atletas estavam no alojamento na madrugada desta sexta-feira quando ocorreu o incêndio. Ainda segundo a polícia, após o resultado da perícia outros atletas e funcionários poderão prestar novos depoimentos. Eles deixaram a delegacia por volta das 16h sem falar com os jornalistas.

Um dos funcionários ouvidos é o segurança da portaria do Ninho do Urubu, conhecido como Ferreirinha, que teria ajudado a resgatar três atletas das chamas.

Não basta lamentar. Tem que punir os responsáveis pela tragédia que ceifou vidas, sonhos, esperanças.

Com a palavra o MP-RJ e as demais autoridades brasileiras.

Leia mais

Dez jogadores da base do Flamengo morrem em incêndio no Ninho do Urubu

Fonte: Mais RO com informações do G1

Facebook Comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password