Ele entregou um documento que aponta as supostas manobras de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para prejudicar o andamento do processo de cassação no qual ele é alvo
Ele entregou um documento que aponta as supostas manobras de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para prejudicar o andamento do processo de cassação no qual ele é alvo
Ele entregou um documento que aponta as supostas manobras de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para prejudicar o andamento do processo de cassação no qual ele é alvo

O presidente do Conselho de Ética da Câmara, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), se reuniu na manhã desta quarta-feira (1º) com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele entregou um documento que aponta as supostas manobras de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para prejudicar o andamento do processo de cassação no qual ele é alvo.

De acordo com Araújo, Janot apenas recebeu os documentos, sem fazer comentários sobre o teor. “Eu disse ao procurador que só tinha a ele e ao papa para me queixar. Ele não falou nada. Só ouviu. É um bom ouvinte”, disse o deputado.

“Levei tudo aquilo que acho que é manobra. Não fiz nenhum pedido. Levei para mostrar que o deputado Eduardo Cunha, mesmo afastado do mandato, continua manobrando aqui na Casa e fortemente”, disse o presidente do Conselho de Ética.Segundo o portal G1, agora a tarde, o relator do caso, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), apresentará seu parecer e deve recomendar a perda do mandato de Cunha.

Facebook Comments