Presa mulher acusada de participar da morte de mãe e filho e rapto de recém-nascido extraído à faca da barriga da morta

Kátia Barros Rebelo, 34 anos, foi presa no final da manhã de quarta-feira (23), suspeita na participação da morte do garoto Gustavo Henrique, de 7 anos,  e de sua mãe,  Fabiana Pires Santana, de 23 anos, além do rapto de um  recém- nascido  de 8 meses retirado à faca da barriga da vítima.

A Polícia recebeu informações de que a suspeita estava escondida em um garimpo conhecido como São Miguel, no baixo Madeira . A mulher foi presa quando se atirou nas águas do Madeira numa tentativa desesperada de fuga.

Segundo a polícia, ela contou todos os detalhes do crime.

Disse que a adolescente de 13 anos estava disposta a  matar a irmã gestante. A garota dizia sofrer maus tratos por parte da irmã Fabiana e que teria sido abusada sexualmente pelo companheiro da vítima.

Segundo Kátia, ela pediu à garota que não matasse o feto e que lhe desse o recém-nascido, pois queria o filho  para enganar um garimpeiro com quem estava tendo um caso.

Antes de cometer o crime bárbaro contra a própria irmã e o sobrinho, a adolescente teria matado seis gatos. Todos tiveram a barriga aberta para que a menina fosse se aprimorando  para extrair o feto da barriga de Fabiana sem causar danos físicos ao bebê. O filho de Kátia, também menor de idade, pegou o bebê e levou para ela.

O crime que chocou Porto Velho foi cometido na marugada de terça-feira, 22, no loteamento Tropical, na Estrada dos Japoneses, zona Sul de Porto Velho.

Kátia, que queria o recém-nascido para enganar o tal garimpeiro,  teria arquitetado todo o crime, definindo dia, local e fornecendo os instrumentos, como barra de ferro, faca, luvas cirurgicas e até um bisturi.

Fonte: Tudorondonia

Facebook Comments