Prefeitura recomeça demolição de casas em áreas de risco

demolicao_casa_800px_capaA prefeitura de Porto Velho reiniciou nesta terça-feira (2), o trabalho de demolição das casas construídas em áreas de risco. A operação começou na última quarta-feira (27), mas foi interrompida na sexta (29), devido a equipe responsável sofrer ameaças de morte por parte de invasores que se recusavam a desocupar os imóveis deixados pelos antigos proprietários. Conforme o secretário municipal de Programas Especiais e Defesa Civil (Sempedec), Vicente Bessa, 18 residências de um total de 58 serão demolidas somente nessa primeira etapa. Ao todo, 850 moradias edificadas em regiões perigosas e que sofrem alagações quase que anualmente, sempre que o nível do Rio Madeira se eleva, terão que ser destruídas.

demolicao_casa_800px_01Para dar continuidade aos trabalhos e preservar a integridade física dos servidores municipais, a prefeitura solicitou apoio da Polícia Militar. O Comando-Geral da corporação informou ao secretário Bessa que policiais serão colocados diariamente à disposição da equipe responsável por fazer a demolição das habitações invadidas. “Acreditamos que dessa forma o nosso trabalho não será mais interrompido”, comentou.

demolicao_casa_800px_02Para dar continuidade aos trabalhos e preservar a integridade física dos servidores municipais, a prefeitura solicitou apoio da Polícia Militar. O Comando-Geral da corporação informou ao secretário Bessa que policiais serão colocados diariamente à disposição da equipe responsável por fazer a demolição das habitações invadidas. “Acreditamos que dessa forma o nosso trabalho não será mais interrompido”, comentou.

demolicao_casa_800px_03Para evitar novas invasões e, consequentemente, que outras famílias se coloquem em situação de risco, o que pode gerar sérios prejuízos tanto a elas quanto para o poder público, as áreas anteriormente ocupadas serão transformadas em parques. “Isso só é possível mediante a união de esforços dos governos municipal, estadual e federal”, afirma Bessa. Ainda de acordo com o representante da Sempedec, os projetos de urbanização estão sendo elaborados conforme as peculiaridades de cada local.   As casas a serem demolidas estão localizadas nos bairros Mocambo, Areal, Arigolândia, Baixa da União, Balsa, Nacional, Triângulo, São João Bosco, Beco do Birro e Beco Gravatal.

Por Augusto José | Fotos: Frank Nery/Arquivo Sempedec

Facebook Comments