Hotel LGBT. Imagem do Google antes da reforma

Ato também homenageará às vítimas da pandemia da Covid-19

A Prefeitura do Rio, por meio da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual( CEDS- Rio) em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), inaugura neste domingo(28), Dia Internacional do Orgulho LGBT, 50 vagas para gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais em situação de rua e vulnerabilidade social, principalmente aquelas vítimas da crise sanitária causada pela Covid-19. Além da moradia em um hotel no Centro, serão oferecidas refeições diárias. A inauguração do espaço será realizada pela secretária de Assistência Social, Tia Ju, e pelo Coordenador Especial da Diversidade Sexual, Nélio Georgini, neste domingo (28), às 11h, na rua Tenente Possolo 49.

Na ocasião, os 12 primeiros moradores do abrigo CPA4, que vai funcionar em parceria com o núcleo de atendimento Luana Muniz – que ganhou esse nome em homenagem à travesti Luana Muniz, que desenvolveu um trabalho social na Lapa e abrigou durante décadas travestis e pessoas trans  em um casarão –  serão apresentados ao novo espaço dedicado à comunidade LGBT.

-O abrigo com vagas direcionadas para o público LGBT chega em um dos momentos mais críticos, economicamente falando. É um projeto que estamos trabalhando com a Assistência Social e a Tia Ju para fazer dele uma oportunidade permanente para essas pessoas que precisam suporte. Sabemos que os casos de agressões aumentaram durante a pandemia. Já existia, por exemplo, a dificuldade das pessoas transexuais de conseguir empregos no mercado formal, infelizmente, a discriminação continua grande. Diante da crise da Covid-19 que enfrentamos, esse grupo também foi fortemente atingido- ressalta o Coordenador Especial da Diversidade Sexual, Nélio Georgini.

Desde quando assumiu a pasta, a secretária de Assistência Social, Tia Ju, tem buscado diversas parcerias com a CEDS para dar um atendimento diferenciado a esta população LGBT+ que vive em situação de vulnerabilidade social.

-As nossas equipes de abordagem já realizam diversos atendimentos a população LGBT + que vive em situação de rua, oferecem acolhimento e toda assistência necessária. A diferença é que agora eles terão um espaço de acolhimento voltado somente para eles, com uma equipe capacitada especificamente para atendê-los. Isso traz mais dignidade para o acolhido, que merece todo nosso cuidado e atenção. Tenho certeza que muitos aceitarão o acolhimento a partir de agora-afirma Tia Ju.

Bandeirão com as cores do arco-íris de 23 metros será estendido na Roda-Gigante do Rio

A Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual em parceria com a Rio Star- empresa que administra a Roda Gigante do Rio-, vai oferecer um presente para cidade maravilhosa e estenderá, através de alpinistas da Saragô Serviços Técnicos em Altura, liderada por Mario Saragô, um bandeirão LGBT de 23 metros na maior roda-gigante da América Latina, que conta com 88 metros de altura, localizada na Zona Portuária do Rio. Em comemoração ao Dia do Orgulho LGBT a bandeira ficará visível na roda-gigante durante a manhã de domingo. (Vale destacar que o espaço turístico continua fechado para visitação devido à crise do novo coronavírus).

“O Rio é uma cidade inclusiva, que respira diversidade. É mega importante ter uma ação com essa grandiosidade levando nossa mensagem de inclusão e respeito para todo o mundo. Estamos muitos felizes com a receptividade dos executivos da Rio Star, que embarcaram nesse sonho com a equipe da CEDS Rio”, destaca o Coordenador Especial da Diversidade Sexual da Prefeitura do Rio, Nélio Georgini.

Ato sem aglomeração vai marcar a data e lembrar as vítimas da Covid-19

Servidores da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual e autoridades  da prefeitura do Rio, também irão promover um ato símbolo neste domingo com 70 balões coloridos( simbolizando a comunidade LGBT) e brancos( uma homenagem aos mortos pela Covid-19, profissionais de saúde, e todos que continuam atuando na linha de frente no combate à pandemia). A ação será realizada durante a inauguração de um novo hotel no Centro do Rio para receber a comunidade LGBT, que fica localizado na rua Tenente Possolo, 49, às 11h. (Informações completas no lead).

(Ressaltando que os balões não serão soltos no ar, porque além de poluir o meio ambiente, ainda coloca em risco a vida de espécies de aves, animais, e a rota de aviões).

Solidariedade

Entre as ações organizada pela CEDS Rio, uma campanha arrecadou mais de mil peças de roupas de inverno, calçados, cobertores e itens de higiene pessoal para serem entregues para população em situação de rua. Essas doações serão destinadas para os moradores que vão ocupar as 50 novas vagas da Prefeitura para pessoas LGBTs do hotel popular no centro da cidade em situação de vulnerabilidade.

 

Facebook Comments