Prefeito diz que trajetória de Euro Tourinho se confunde com a história de Rondônia

É com profundo pesar que o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves lamenta o falecimento do jornalista Euro Tourinho, aos 97 anos, um dos mais antigos, competentes, atuante e respeitado profissional da comunicação rondoniense.

O prefeito se solidariza com a dor dos familiares e amigos nesse momento de grande consternação, ao mesmo tempo em que destaca o pioneirismo de Euro Tourinho, cuja trajetória se confunde com a história de Porto Velho e de Rondônia.

Nascido em 17 de janeiro de 1922, em Corumbiara, no Mato Grosso, às margens do Rio Paraguai, Euro Tourinho veio para Porto Velho em 1944, onde atuou em vários negócios até ingressar no ramo da comunicação, tornando-se na década de 60 um dos proprietários do Jornal Alto Madeira junto com o irmão Luiz Tourinho. O jornal encerrou suas atividades após completar 100 anos de circulação.

Euro Tourinho, no entanto, iniciou sua trajetória no Alto Madeira em 1950. À época ele assinava uma coluna com o pseudônimo “Eurly Tourinho”, que na verdade é o nome de sua única filha mulher. Desde então, ajudou a registrar a história e o desenvolvimento do Município, prestando relevantes serviços a população.

O jornalista foi casado por 74 anos com Maria Kang Tourinho (falecida em 5 de março de 2017) e deixou 9 filhos.

“Rondônia perde um grande homem e um excelente profissional, uma pessoa extremamente dedicada e comprometida com o desenvolvimento de nossa cidade e do nosso estado”, lamenta Hildon Chaves.

Fonte: Comdecom

Facebook Comments