Na manhã desta sexta-feira (7) o prefeito Hildon Chaves assinou decreto para criar Grupo de Trabalho para elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico e Gestão de Resíduos Sólidos, em cerimônia que contou com a presença do secretário municipal de Integração, Álvaro Mendonça; secretário municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo, Edemir Monteiro Brasil; secretário municipal adjunto Geral de Governo, Devanildo Santana; secretário municipal adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão, José Cantídio; vereador Antonio Carlos da Silva e o superintendente da Área de Desenvolvimento e Meio Ambiente do IBAM, Alexandre Carlos de Albuquerque Santos.

A Prefeitura de Porto Velho, desde o início da gestão do prefeito Hildon Chaves, vem se esforçando para mudar o atual cenário da cidade no que se refere a saneamento básico.

O tema ignorado por gestões anteriores e que afeta diretamente a vida de milhares de portovelhenses, está como prioridade na atual gestão que já em 2018, lançou a Parceria Público Privada (PPP), para obter estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica para implantação, expansão, readequação, operação e manutenção do sistema de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto sanitário do Município. Este ano contratou empresa IBAM para construir o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gestão de Resíduos Sólidos. O IBAM já deu início ao cronograma estabelecido e os planos devem ser concluídos até junho.

O secretário municipal de Integração Álvaro Mendonça explica o que será feito a partir de agora: “o compromisso dessa gestão desde o início é de prover uma solução adequada para o saneamento básico em Porto Velho. Para que nós possamos conseguir o que queremos em busca das melhores soluções mais efetivas sobre saneamento básico, nós estamos elaborando esse mapa junto com o IBAM”.

Superintendente da Área de Desenvolvimento e Meio Ambiente do IBAM Alexandre Carlos de Albuquerque Santos explica como será feito o trabalho: “será feito um plano até junho e a partir desse plano organizar os investimentos que serão feitos pela prefeitura”.

Esses planos vão traçar um diagnóstico completo sobre todos os resíduos gerados no Município e apontar diretrizes, metas e estratégias corretas de coleta e destinação e ainda de melhoria na infraestrutura da cidade como também a oferta de água tratada e rede de esgoto para 100% da cidade. Outa importante proposta dos planos é adequar o aterro controlado da Vila Princesa.

As vantagens da expansão da rede de esgoto são diversas, dentre elas, a valorização imobiliária, econômica e educacional até a diminuição da proliferação de doenças que coloca em risco à saúde e a qualidade de vida de toda população. Com a conclusão dos dois planos, a cidade passará a ter pela primeira vez, política pública nesse setor já que o principal objetivo do saneamento é a promoção da saúde da população.

O prefeito Hildon Chaves explicou como será feito o trabalho. “Nós contratamos o IBAM para assessorar as equipes técnicas da prefeitura para elaboração do plano de saneamento do município de Porto Velho que contempla quatro eixos: água tratada, esgoto, tratamento de esgoto, coleta de lixo, e a destinação desses resíduos sólidos. É um documento que vai subsidiar todas essas políticas públicas da prefeitura pelos próximos dez anos. A nossa gestão tem assumido com a população o compromisso de preparar Porto Velho para um novo tempo, principalmente nessa questão de saneamento que é uma questão de saúde pública da população”.

Fonte: Assessoria

Facebook Comments