Pré-candidata a deputada federal busca líderes para integrar “Mandato Coletivo” em Ji Paraná

0
1228
Priscila Laurito é pré-candidata a deputada federal pelo PCdoB

A comerciante, midiativista e pré-candidata a deputada federal pelo Frente Favela Brasil, Priscila Laurito (PCdoB-Ji-Paraná) juntamente ao partido, ambos visando um novo modelo de legislar, lançam nas eleições de 2018, o sistema de “Mandato Coletivo” e para isso busca pessoas da comunidade para integrar este importante grupo.

O mandato coletivo apresenta-se como um grupo de pessoas que se reúne em prol de uma candidatura registrada na Justiça Eleitoral, onde, durante a campanha eleitoral, vários “candidatos” recebem seus votos em um mesmo número, representado por apenas um nome.

Segundo a candidata esse é um movimento de renovação política, onde todos têm voz e os
mesmos direitos, sem hierarquia. O que reforça a participação popular e fortalece o elo entre parlamentar e sociedade.

Priscila diz que sempre gostou de militar em causas sociais e esteve engajada em lutas
comunitárias. Já lançou seu nome na corrida eleitoral. Mas desistiu, por não concordar com o tipo de política vigente no país e na maioria dos partidos políticos já existentes, sempre preocupados apenas com si próprios e esquecendo de seus eleitores e comunidade.

Por esse motivo decidiu convocar tal grupo, onde pessoas poderão trocar ideia entre si, e juntos decidirem quais caminhos devem seguir, seja por consenso comum ou votação democrática.

A comerciante explica que a proposta inicial é agregar dez líderes em todo o estado de Rondônia.

Pessoas que se identifiquem com as bandeiras do partido, que desejem defender e garantir os direitos das minorias, combater preconceitos e desigualdades. “Essa é a nossa proposta e uma vez que esses líderes se identifiquem, eles tragam essa proposta até nós, vamos analisar e havendo comum acordo vamos convidá-lo a integrar nosso grupo”, pontuou Priscila.

Oficialmente, apenas um, no caso a comerciante Priscila Laurito, estará inscrita como candidata na Justiça Eleitoral. Caso conquiste a cadeira na Câmara Federal, Priscila garante que seu mandato será exercido em conjunto com os outros integrantes e afirma que o grupo se reunirá regularmente para discutir questões de todo estado de Rondônia para que as decisões sejam tomadas em consenso.

Esse modelo de mandato já foi aplicado nas eleições de 2016 e teve sucesso na cidade de Alto Paraíso, estado de Goiás. Um grupo de cinco pessoas foi eleito para um cargo de vereador.

A pré-candidata convida a todos, que têm esperança em um estado mais justo, a se juntar a ela e contribuir para formar um grupo de pessoas dispostas a desenvolver ações que atendam a necessidade do coletivo, trabalhar por aqueles que sofrem discriminação; a contribuir para uma nova proposta política, diferente da vigente, corrupta, que se esquecem de que foram eleitos para criar leis que beneficiem a todos, “Peço para aqueles que desejarem abraçar essa causa, entrem em contato comigo e juntos vamos formar um grupo que fará toda a diferença”, finalizou.

#MandatoColetivo #Eleiçõs2018 #PraFrente #PraCima #PreCandidata

Facebook Comments