MOBILPortadores de deficiência de Porto Velho farão dia 7 de setembro, a partir das 8 horas da manhã, caminhada pela mobilidade e cobrarão destino de verbas para construir oficina ortopédica. Porto Velho é a capital mais inapropriada para pessoas com necessidades especiais, ou seja, não existe mobilidade. “Vamos junto nessa caminhada para mostrar aos gestores e aos futuros gestores que não temos nosso direito de ir vir pois as calçadas são todas irregulares e as vezes estão ocupadas pelos donos de comercio”, avisam os manifestantes.  

Walber Lopes, um dos manifestantes, vai cobrar no dia aonde fpi parar o dinheiro que veio para construir a oficina ortopédica de Porto Velho, recurso este enviado pela Funasa para a Secretaria de Saúde.

 

 

Facebook Comments