A polícia francesa prendeu entre a noite de ontem e madrugada deste sábado mais cinco suspeitos no envolvimento da decapitação de um professor que mostrou caricaturas de Maomé numa de suas aulas.

O assassinato ocorreu nesta sexta-feira em Conflans Sainte-Honorine, perto de Paris.

Com as novas detenções, subiu para nove o número de pessoas presas no caso.

O terrorista, um jovem tchetcheno de 18 anos, foi morto pela polícia. Entre os presos estão três pessoas próximas ao assassino e quatro familiares dele.

Fonte: O Antagonista

Facebook Comments