O primeiro semestre de 2020 foi marcado por uma intensa guerra contra o coronavírus e, mesmo diante do enfrentamento à pandemia, a Polícia Militar de Rondônia – PM reforçou o combate à criminalidade em todo Estado garantindo a segurança da sociedade. Os resultados podem ser conferidos nos números de apreensões de armas de fogo, entorpecente, atendimento de ocorrência de roubos, conforme demonstrado no balanço das ações realizadas durante o primeiro semestre deste ano, que mostram importantes medidas adotadas no combate à criminalidade, tanto em Porto Velho, quando nos demais municípios do Estado.

As ações vão ao encontro do Plano Estratégico do governo do Estado, no eixo que engloba medidas que previnem e reprimem as ações violentas ao patrimônio e aos indivíduos, compreendendo todo o sistema estadual de segurança pública.

BALANÇO DE AÇÕES

Somente nos primeiros seis meses deste ano, a Polícia Militar registrou aproximadamente 38 mil atendimentos à sociedade em todo Estado. Foram apreendidas neste período 605 armas de fogo, ou seja, armamentos que deixaram de servir ao crime.

O maior número de armas apreendidas ocorreu na área do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), com 107 ocorrências, reflexo do aumento de operações de combate ao crime desencadeadas na zona Leste de Porto Velho, o que tem sido constante como as ações rápidas desenvolvidas para combater facções que tentaram intimidar a população, mas foram contidas pela Polícia Militar que tem restaurado a ordem.

Também em decorrência de constantes operações, a Polícia Militar deu resposta à sociedade recapturando 931 foragidos da Justiça. Tanto o 1º BPM quanto o 5º BPM e o 9º Batalhão de Polícia Militar, que estão sediadas em Porto Velho, por isso, possuem o maior volume de ocorrências atendidas, juntos recapturaram 452 foragidos.

No comparativo entre o primeiro semestre deste ano, com o mesmo período de 2019, é possível conferir o aumento de recaptura de foragidos do sistema prisional, isso em função do reforço no policiamento ostensivo somado ao núcleo de inteligência que resultam em ações mais precisas e rápidas na prisão de foragidos. Conforme estatística apresentada pela Polícia Militar, em 2019, foram realizadas 898 recapturas de foragidos, somente no primeiro semestre. Já em 2020, nessa mesma época, 931 foragidos foram recapturados.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel PM Alexandre Luís de Freitas Almeida, define que os números comprovam o empenho dos policiais militares em desenvolver as atividades com rigor e ordem. O comandante destaca que mesmo com as ações voltadas ao cumprimento dos decretos governamentais que preveem o enfrentamento ao coronavírus, a Polícia Militar não deixou desassistido o policiamento ostensivo de rotina. Prova disso está na média de ocorrências registradas nos primeiros semestres de 2019 e 2020.

Dentre as estatísticas criminais apresentadas pela Polícia Militar que apresentam um decréscimo significativo está o número de latrocínio. Foram registrados oito, de janeiro a junho deste ano, contra 18 registrados no mesmo período de 2019. Também se destaca o número de veículos que foram recuperados em decorrência da ação rápida da PM. Ao todo, 1.252 veículos, produtos de roubo deixaram de ser levados para a fronteira e servirem de moeda de troca no tráfico de droga. No combate a esse tipo de crime, mais uma vez aparece o 5º BPM com o maior número de ocorrências, com 536 veículos recuperados, seguido pelo 2º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Ji-Paraná, com 124 veículos recuperados.

Quanto a número de roubos, a Polícia Militar atendeu no primeiro semestre 3.365 ocorrências dessa natureza de crime. Também foram efetuadas 10.871 prisões em flagrantes em diferentes tipologias de crime.

Conforme destacado pelo comandante, todos os resultados positivos devem-se ao trabalho de cada policial militar, que se dedica a prestar um serviço de qualidade à sociedade, o que contribui para as ações desencadeadas pela Polícia Militar, tal qual às grandes estratégias que o governo do Estado tem adotado para atender as necessidades de segurança da população, com atuação nas quatro principais etapas do fluxo do sistema estadual de segurança pública (inteligência, prevenção, coerção e reinserção social).

Para garantir o reforço na Segurança Pública, este ano, por exemplo, o governo entregou para a Polícia Militar equipamentos e materiais inseridos no planejamento de modernizar e reaparelhar toda a segurança pública em Rondônia, a exemplo de novas viaturas que devem ser entregues brevemente tanto para a corporação, quanto para a Polícia Civil e Polícia Técnica.

PRESENÇA MARCANTE

O governo de Rondônia, por meio da Polícia Militar, tem tomado medidas operacionais para estabelecer a ordem, a exemplo do que aconteceu recentemente nos condomínios habitacionais Orgulho do Madeira e Morar Melhor, localizados nas zonas Leste e Sul de Porto Velho, respectivamente, quando foi realizada a operação denominada “Presença Marcante”, para combater as facções criminosas, resultou na recaptura de foragidos da Justiça, uma prisão por tráfico de drogas, Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCO’s), bem como a recuperação de veículos. As ações da Polícia Militar não param, mesmo com a frente de atuação em cumprimento às medidas de enfrentamento ao coronavírus.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments