A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (16) uma operação para desarticular um grupo que vendia produtos destinados ao emagrecimento como se fossem suplemento alimentar, em Porto Velho.

Segundo investigação da operação Mutare, os produtos vendidos pelo grupo eram adulterados. Isso porque os suspeitos incluíam substâncias que podem causar dependência ao consumidor e que constam da lista de produtos controlados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em um ano, os investigados venderam mais de R$ 250 mil em produtos. A operação Mutare é feita em conjunto com o Ministério Público de Rondônia (MP-RO).

Em Porto Velho são cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva. Todos os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal. O nome do suspeito preso não foi divulgado.

De acordo com a PF, os investigados serão ouvidos na superintendência da PF e ‘responderão pelos crimes de associação criminosa e venda de produto adulterado destinado a fins terapêuticos e medicinais’.

Mutare

O nome da operação, “Mutare”, refere-se à modificação dos produtos terapêuticos e medicinais e sua consequente comercialização, causando prejuízo fisiológico e financeiro aos consumidores.

Fonte: G1

Facebook Comments