Partida atrasada entre Brasil e Argentina será realizada em setembro

0
81

Há 5 meses da Copa do Mundo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), corre contra o tempo em busca de soluções e definições para a disputa do clássico contra a Argentina, pelas Eliminatórias da Copa, suspenso no ano passado. O prazo estabelecido pela Fifa é até esta quarta-feira (22/6).

Nesta segunda-feira (20/6), Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, planeja se reunir com o coordenador da seleção brasileira para buscar uma definição.

Anteriormente, ambas as seleções foram aos tribunais desportivos exigindo os pontos da partida, que não iriam alterar a tabela pois o Brasil terminou na liderança com 45 pontos e a Argentina em 2º lugar com 39.

A CBF está estudando três cenários para realizar a partida na próxima data Fifa, prevista para o intervalo entre os dias 22 e 25 de setembro. A melhor opção seria realizar a o jogo em solo europeu e depois enfrentar uma seleção africana como preparação para a Copa do Mundo.

Além desta primeira hipótese, jogar contra a Argentina nos Estados Unidos e depois enfrentar uma seleção da Concacaf também agrada a CBF. Porém, para mandar a partida para qualquer local que não seja Brasil e Argentina, é necessário que a Associação Argentina de Futebol (AFA) concorde com a mudança.

Com isso, o clássico em território brasileiro também não está 100% descartado, mas para isso acontecer a CBF teria que trazer uma seleção adversária, além da Argentina, para jogar no país, o que demandaria muito esforço financeiro.

Vale lembrar que por causa do incidente as confederações responsáveis pelo futebol deste países (CBF e AFA) foram multadas. A confederação brasileira foi multada em R$ 3 milhões enquanto a Associação Argentina foi multada em R$ 1,4 milhões.

Fonte: Metrópoles