Parlamentares de Rondônia definem emendas de bancada do próximo ano

Propostas serão distribuídas no Orçamento Geral da União de 2020

Nesta terça-feira (08), em Brasília, no gabinete do senador Confúcio Moura
(MDB), a bancada federal de Rondônia no Congresso Nacional se reuniu para
discutir a destinação das emendas no Orçamento Geral da União (OGU), de
2020. Além de Confúcio, participaram os senadores Acir Gurgacz (PDT) e
Marcos Rogério (DEM); e os deputados federais Coronel Chrisóstomo (PSL),
Jaqueline Cassol (PP), Léo Moraes (Podemos), Lucio Mosquini (MDB), Mariana
Carvalho (PSDB) e Silvia Cristina (PDT).

“A reunião serviu para planejar a relação das emendas de bancada. Nós temos
R$250 milhões, que ficou dividido em partes iguais para os parlamentes. Mas
o mais importante é que vamos destinar R$25 milhões do montante para os
municípios adquirirem tubos armcos, em substituição às pontes de madeira”,
comemorou o coordenador da bancada, deputado Lucio Mosquini, ao citar que
cada membro ficará com uma cota aproximada de 140 pontes.

Para o senador Confúcio, anfitrião do encontro, a reunião foi muito
importante para definir o destino dos recursos. “São emendas maiores,
emendas de bancada. Ficou decidido que cada parlamentar elaborará uma
emenda no valor de R$ 20 milhões, e ficará um resíduo para as prefeituras,
para a Associação Rondoniense dos Municípios (AROM), que será anunciado
nesta quarta-feira (09), pelo Mosquini”, afirmou.

Além disso, Moura enfatizou que as emendas podem ser compartilhadas entre
os colegas. “Quem deseja investir na educação, vem comigo. Outro que anseia
colocar asfalto nos municípios, procura quem trabalhará com pavimentação. E
assim por diante. Ficará bem amplo, com opções para atender as demandas dos
prefeitos, das universidades, do Instituto Federal de Rondônia (Ifro), da
Embrapa, das entidades civis (…). Então, os parlamentares ficarão livres
para trabalhar com as emendas”, finalizou.

Facebook Comments