Parceria entre Caerd e Sema objetiva preparar Porto Velho para 100% de água tratada

 Uma parceria está sendo formalizada entre a Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd) e a Secretaria de Municipal de Meio Ambiente (Sema), com o objetivo de preparar Porto Velho para 100% de água tratada. Na última sexta-feira (08/04) diretores do órgão estadual estiveram reunidos com o secretário Edjales Benício, a fim de tratar das estratégias de abordagem junto à comunidade portovelhense.

O Diretor Administrativo e Financeiro da Caerd, Luciano Valério disse que nesse primeiro momento visam realizar um trabalho de educação ambiental a fim de conscientizar população da importância de ter água tratada. Em justificativa, informou que os poços estão contaminados e isso é uma questão de saúde pública. “Essa parceria vem a calhar porque quem tem expertise ambiental é a Sema, e os dois órgãos públicos estão afinados com o meio ambiente” acrescentou.

Fabrício Lima, Diretor Comercial da Caerd por sua vez, informou que essas obras serão iniciadas com a previsão de serem concluídas nos próximos três anos e a princípio irá contemplar 50% da cidade. Por outro lado, disse que o esgoto tratado deve caminhar de forma conjunta com a água tratada. Nesse sentido, há uma preocupação porque existem muitos imóveis com poços artesianos e/ou amazonas. “É preciso que a população entenda que a água tratada faz com que a rede pública evite muitas doenças, e não contamina o lençol freático” ressaltou.

O secretário da Sema, Edjales Benício enalteceu a importância de somar nesse trabalho de conscientização nas residências e empresas através da Educação Ambiental a fim de que as pessoas utilizem a água do sistema da Caerd. Em outro momento o foco será na fiscalização com o intuito de impedir que utilizem fossa céptica próximo de poços artesianos. “A sema entra na educação e fiscalização porque é responsável pelo licenciamento das empresas, a gente só está somando nessa parceria entre Governo Estadual e Municipal” concluiu.

 Fonte |  Sema/Foto Divulgação

 

Facebook Comments