Para conter avanço de Zika, força-tarefa do governo intensifica ações de combate ao mosquito nos municípios de Rondônia

AÇÃO_CONTRA_DENGUE_POLICIAMILITAR_E_BOMBEIROS_30012016_FOTOS_MAICONLEMES (45)

Bombeiros participam de atividades de prevenção

O governo de Rondônia iniciou nesta semana o reforço ao combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e Zika vírus, em todos os municípios. A medida foi tomada após a confirmação de 55 casos de Zika no Estado. Deste total, 30 são em mulheres grávidas. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (31), pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa).

De acordo com dados do boletim epidemiológico divulgado pela Agevisa, as cidades de Porto Velho, com 10 casos confirmados, e Vilhena, com nove, detêm mais da metade dos diagnósticos positivos da doença.

Desde o surgimento do primeiro caso de Zika em Rondônia, registrado em dezembro de 2015, diagnosticado em Vilhena, em um menino de oito anos, o governo vem trabalhando com uma força-tarefa tanto no combate ao vetor, quanto no monitoramento e mapeamento, em tempo real, através de uma sala de situação.

Com a medida, o governo, através da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), vem orientando a população sobre a importância de eliminar possíveis criadouros, focos e fazer faxina geral, um vez por semana. A estratégia é impedir a eclosão dos ovos do mosquito que acontece a cada período de sete dias.

ESTRATÉGIAS
De acordo com o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, uma reunião com representantes do Comitê de Combate ao Mosquito, técnicos e membros da força-tarefa, vai definir quais as estratégias de assistência e reforço no combate ao mosquito.

O secretário adiantou que será ampliada o trabalho de educação e conscientização da população sobre a importância de conter a proliferação do mosquito. O trabalho é realizado pelo governo em parceria com municípios. Outra medida é intensificar a pulverização de inseticida através das unidades móveis, o chamado “fumacê”.

CASOS DE DENGUE
Até 29 deste mês, foram notificados 7.758 casos de dengue em Rondônia. Deste total, 565 foram confirmados. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve um crescimento de 251% em notificações e 300% em casos confirmados. No mesmo período, 16 casos de febre chikungunya foram confirmados, 11 apenas em Porto Velho.

De acordo com o secretário, o aumento de casos está ligado diretamente ao chamamento feito pelo governo para que a população procurasse as unidades de saúde no surgimento dos primeiros sintomas. “O crescimento é a resposta ao programa de prevenção adotado pelo governo. Isso mostra que a população, pelo no que se refere à busca pelo atendimento, a resposta tem superado a expectativas”, afirma.

Ainda de acordo dados da Agevisa, 13 cidades estão em estado de surto, em relação aos casos de dengue. A maioria no Sul do estado. No total, 14 municípios são avaliados como em estado de alerta. O restante estão dentro da taxa de normalidade, segundo protocolo do Ministério da Saúde (MS) e Organização Mundial de Saúde (OMS).


Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Maicon Lemes
Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments