PARA CONFÚCIO E DANIEL PEREIRA, EXPEDITO JÚNIOR ASSINOU DOCUMENTO NO SINTERO SEM LER




Daniel Pereira, Sindsef
Daniel Pereira: Expedito assinou sem ler
Daniel Pereira: Expedito assinou sem ler

Durante o debate de ontem na TV Rondônia, quinta-feira,o governador Confúcio Moura (PMDB) rebateu a crítica do candidato Expedito Júnior (PSDB) de que faltou ao compromisso com os professores. Confúcio disse que Expedito, a pretexto de se eleger governador, sai por aí assinando tudo que vê pela frente sem nem ler o que está assinando. Pois Confúcio estava certo. Hoje, nas redes sociais, o candidato a vice, professor Daniel Pereira (PSB) disse que Expedito Júnior contradiz o que reza no programa de governo dele, no que tange à educação. Na última quarta-feira o Sintero convidou aos candidatos para receberem o protocolo de intenções para com os trabalhadores em educação, diante das eleições do próximo domingo. Dentre as proposta da importante entidade educacional há duas situações, dentre outras, que foram assinadas sem ressalvas pelo candidato Expedito Junior:

1. (Proposta do Sintero) – Rejeitar a meritocracia como critério para valorização profissional;

A proposta dos integrantes do PSDB canta como a solução de todos os males a meritocracia. O próprio Expedito afirma isso em todos os momentos, conforme consta na entrevista constante no endereço eletrônico abaixo:

No seu plano de governo o senhor defende a avaliação do desempenho dos servidores como medida para garantir uma oferta de serviço público de qualidade. Como que o senhor vai fiscalizar isso?, perguntou a jornalista.
“Implantando a meritocracia. Não podemos mais permitir que se façam governo de compadres. Temos que fazer governos de técnicos, de pessoas que possam contribuir, não como expedito, mas com o estado”.

http://www.newsrondonia.com.br/noticias/expedito+garante+que+se+preparou+para+governar+rondonia/48218

18. (Proposta do Sintero) – Suprimir de qualquer projeto ou planejamento a terceirização dos serviços nas escolas, inclusive os serviços de vigilância, limpeza, merenda e serviços administrativos;

A história pessoal do Expedito Junior nega o compromisso firmado, pois passou os últimos trinta anos ganhando dinheiro fácil na administração pública com empresas “laranjas”, que somente foram criadas e posteriormente extintas, sem pagar encargos sociais e trabalhistas, com centenas de trabalhadores que até hoje estão buscando na justiça seus direitos.

Facebook Comments