Palmeiras perdeu para o Barcelona por 1 a 0, em 2017 (Foto: AFP) Foto: Lance!

O Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira (25), para encarar o Delfín-EQU, em Manta, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores 2020, às 19h15 (horário de Brasília). O confronto no Equador marca o retorno do Verdão ao país após pouco mais de três anos, novamente por uma fase eliminatória da competição.

A última vez que o Palmeiras jogou no país foi pela edição de 2017 da Libertadores, contra o Barcelona, de Guayaquil, também em um jogo de ida das oitavas de final. Naquela oportunidade, o time comandado por Cuca perdeu por 1 a 0, com gol sofrido no final da partida.

No Allianz Parque, o Verdão venceu pelo mesmo placar com um golaço de Moisés, mas, nos pênaltis, Bruno Henrique e Egídio desperdiçaram as cobranças. O clube acabou eliminado do torneio.

O retrospecto do Palmeiras em jogos no Equador não anima. São quatro derrotas e apenas uma vitória em cinco confrontos pela Libertadores.

O único triunfo do Verdão no Equador pela Libertadores foi em 1995, quando o time comandado por Valdir Espinosa venceu o Emelec por 3 a 1, com dois gols de Roberto Carlos e um golaço de Rivaldo.

Já atuando em São Paulo, os números são amplamente favoráveis. Nos mesmos cinco jogos, o Palmeiras tem 100% de aproveitamento, incluindo Palestra Italia e Allianz Parque. Os triunfos foram diante: Emelec, El-Nacional (duas vezes), LDU e Barcelona.

Diferentemente de 2017, quando o maior campeão do Brasil enfrentou o perigoso Barcelona, time de maior torcida do Equador, agora o rival é o modesto Delfín, que fez a segunda pior campanha da primeira fase, só atrás do Libertad.

Abel Ferreira também conta com o ótimo retrospecto do Palmeiras em jogos eliminatórios na atual temporada. Em cinco decisões, o Verdão passou invicto por todas: Santo André, Ponte Preta e Corinthians, pelo Paulistão, além de Red Bull Bragantino e Ceará, pela Copa do Brasil.

Palmeiras e Delfín nunca se enfrentaram na história e entrarão em campo nesta quarta-feira (25), às 19h15 (horário de Brasília), no Estádio Jocay, no Equador.

Fonte: Terra

Facebook Comments