22 C
Porto Velho
sexta-feira, agosto 19, 2022
spot_img

Pais e estudantes debatem prevenção ao suicídio de jovens em palestra da Faculdade Porto FGV

“A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo segundo a Organização Mundial de Saúde”, relata a psicóloga Christiane Matara logo no início da palestra “Como a família pode atuar na prevenção ao suicídio de jovens estudantes”. Realizada na Faculdade Porto FGV no último sábado (16), a palestra foi uma iniciativa da Porto para estabelecer o diálogo com pais e estudantes sobre como evitar que os conflitos da adolescência levem crianças e adolescentes a tirarem a própria vida.

A discussão sobre o suicídio serviu para que pais e mães pudessem ter um direcionamento de como abordar o assunto dentro de casa, como no caso de Arlene Cavalcante, mãe de 2 filhos. Ela conta que os jovens e adolescentes sofrem cobranças diárias em todos os aspectos da vida, e a palestra vem pra esclarecer e ajudar a relação dos filhos com a família. “Por ser mãe, vejo a grande dificuldade de ainda enxergar quando os filhos estão com algum problema, seja pelas cobranças ou por algum conflito social. A palestra me ajudou a observar melhor o comportamento dos meus filhos e próximos e caso haja algum problema e como poderei ajudar”, conta.

A professora universitária Ana Cláudia Barbosa relata que a falta de comunicação com os filhos é preocupante, por dificultar que o problema seja visualizado dentro e fora de casa. “O suicídio ainda é um tabu dentro das casas. Deveria ser algo rotineiro, pois dentro de casa é o melhor campo para se trabalhar a saúde mental. O debate veio para mostrar que é necessário ouvir mais esses jovens e estudantes, a fim de evitar que eles possam desenvolver algum transtorno”, afirma.

“Muitas pessoas levantaram as mãos quando perguntadas se conheciam alguém que já tentou cometer suicídio, e isso mostra que a discussão tem que ser afirmada, devido a esses casos que acontecem cada vez mais próximos do nosso circulo social”, afirma Christiane Matara. Segundo ela, é alto o índice de jovens que procuram o suicídio como forma de solucionar seus problemas, e ele cresce cada vez mais no Brasil, por isso a importância da realização do evento.

A coordenadora do curso de Pedagogia da Porto, Claudelice Varella, conta que a palestra veio para agregar conhecimento e instruir educadores a lidar com esses casos. “A palestra foi muito emocionante e rica de informações para os acadêmicos e professores, que antes tinham pouco conhecimento sobre as formas de ajudar familiares e alunos. E os educadores presentes puderam adquirir ferramentas para perceber e ter uma atenção maior quanto aos sinais que podem levar alguém ao suicídio”, afirma.

Fonte: assessoria

Related Articles

REDES SOCIAIS

0FansLike
3,440FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -Governo de Rondônia

Latest Articles