Foto: Gustavo Bezerra
Foto: Gustavo Bezerra
Foto: Gustavo Bezerra

O deputado Padre Ton (PT-RO) apresentou na quarta-feira (26) à Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados requerimento solicitando a ida de  representação parlamentar a Rondolândia, município de Mato Grosso localizado na divisa com o estado de Rondônia, para verificar as condições de segurança na região em razão das ameaças de morte à prefeita Bett Sabah, 36 anos.

Foi o primeiro requerimento recebido pela nova composição da CDHM, agora presidida pelo deputado Assis do Couto (PT-PR)
“Queremos a ida de uma representação a Rondolândia para verificar as condições de segurança, para fortalecer as providências que já foram encaminhadas pelo governo federal, e assim garantir que a prefeita possa desempenhar suas atribuições”, disse o deputado Padre Ton ao justificar o pedido.
No ultimo dia 19, em audiência com a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos), com participação dos deputados Padre Ton, Ságuas Moraes (PT- MT) e Domingos Dutra (MA), a prefeita Bett Sabah relatou o caso e pediu proteção. Após gestão da ministra, o governador de Mato Grosso se comprometeu em designar um delegado especial para investigar as ameaças, e a prefeita está sob proteção.
Ela também esteve com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e relatou que teve de mudar filhos da escola e teria obtido informações de que sua cabeça estaria valendo R$ 130 mil.
Ao propor a visita de membros da CDHM a Rondolândia, o deputado Padre Ton disse que “a tentativa de embargar a ação de agentes públicos pela intimidação e violência física e psicológica constitui grave violação dos direitos humanos”.
Assessoria Parlamentar
Facebook Comments