Operação em Candeias envolve secretário e faz buscas em casas de empresários e servidor

0
118

A Delegacia de Combate à Corrupção (Decor) cumpriu, na manhã desta terça-feira (17), mandados de busca e apreensão em Candeias do Jamari, durante a chamada Operação Derision, que mira em um esquema criminoso de direcionamento em processos administrativos para aquisição de insumos que seriam utilizados no combate à pandemia da Covid-19, para atender a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), daquele município.

As equipes de policiais da Decor, com apoio da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Delegacia de Repressão à Lavagem de Dinheiro (DRLD), e outras delegacias que compõem o departamento de estratégia e inteligência, cumpriram seis mandados de busca e apreensão em residências de empresários e também na residência do servidor que trabalha na Semusa.

A ação é resultado de investigação que teve início a partir de denúncia anônima relatando possível direcionamento em processos administrativos para aquisição de insumos que seriam utilizados no combate à pandemia da Covid-19 para atender a Secretaria Municipal de Saúde de Candeias do Jamari.

A Polícia apurou que duas contratações realizadas, por meio de dispensa de licitação, não demonstraram vantagem do erário na aquisição, além de outros indícios que fundamentam as aquisições pelo setor público, e que beneficiaram diretamente dois empresários envolvidos, com a participação direta do secretário de saúde de Candeias do Jamari.

As diligências desta manhã visam robustecer o arcabouço probatório do inquérito policial, possibilitando a individualização das condutas de todos os envolvidos nas práticas delitivas, além do almejado ressarcimento ao erário.

Com informações da Polícia Civil de RO