Operação da PF apura desvios no Dnit que podem chegar a R$ 71 milhões

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU) fizeram nesta terça-feira (19/11/2019) uma operação para apurar desvios de dinheiro público no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A fraude pode chegar a R$ 71 milhões de prejuízo, sendo que R$ 27 milhões já estão confirmados.

A Operação Vaporware investiga a aquisição de uma ferramenta de gestão de contratos. Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em empresas de TI, residência de empresários, servidores e ex-servidores públicos no Distrito Federal e em São Paulo.

Órgãos como a extinta Secretaria de Portos da Presidência da República, o Ministério da Integração Nacional, e as Companhias Docas do Rio de Janeiro e de São Paulo, além de outras autarquias.

A Justiça Federal no DF deferiu diversas medidas cautelares, como o afastamento de servidores da função pública, impedimento de empresas de licitar e contratar com o poder público e bloqueio de bens e valores.

 

Os envolvidos responderão pelos crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção passiva e tráfico de influência.

 

O Dnit, até a última atualização desta reportagem, não havia comentado a operação. O espaço continua aberto a manifestações.

Fonte: Metrópoles

Facebook Comments