Olavo Pires foi assassinado em 16 de outubro de 1990
Olavo Pires foi assassinado em 16 de outubro de 1990
Olavo Pires foi assassinado em 16 de outubro de 1990

PORTO VELHO-Neste domingo, 16 de outubro, completam 26 anos do brutal assassinato do senador Olavo Pires, então no PTB, quando disputaria o segundo turno das eleições para governador de Rondônia. Um crime perfeito. Até hoje os mandantes não foram punidos, sequer investigados. Nunca os principais suspeitos foram inquiridos. Nem a CPI da Pistolagem que incluiu o assassinado de Olavo Pires indiciou quem quer que seja. Olavo foi inocentado de ser traficante pela CPI da Pistolagem. Reviraram a vida de Olavo para ver se achavam ligação da morte dele com o tráfico de drogas. Nada encontraram. O crime foi político e teve dois beneficiários diretos: Osvaldo Piana, que foi eleito governador e Amir Lando, que assumiu o Senado, pois era suplente dele.

Olavo Pires era muito popular
Olavo Pires era muito popular

Olavo Pires seria eleito governador se não tivesse sido assassinado. Ele enfrentaria o segundo colocado, Valdir Raupp (PMDB). Com a morte do candidato, assumiu a vaga dele no segundo turno Osvaldo Piana, que havia ficado em terceiro lugar. Piana foi eleito. Como governador, Osvaldo Piana não conseguiu desvendar o assassinato daquele que lhe deu lugar e o mistério continua 26 anos depois. Quem matou Olavo?

 

Facebook Comments