A Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (Fapero), realizou nesse mês de outubro oficinas para discutir o Plano de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PD -Fapero), que tem por objetivo a identificação das áreas prioritárias para formação de recursos humanos especializados, para fortalecer os sistemas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) e Educação Superior no Estado.

Essa iniciativa faz parte da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), da fundação do Ministério da Educação (MEC), e desempenha o papel fundamental na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todos os estados brasileiros, que também convoca as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAP), à participação.

A Fapero está seguindo as normas do Edital 18/2020/Capes, para participar e enviar as propostas ainda neste mês de outubro. “A oficina remota de mapeamento das áreas prioritárias para a formação de recursos humanos na pós-graduação em Rondônia foi um importante momento de discussão com os diferentes atores participantes (Governo e Universidade Federal), conduzido pela Fapero, para alinhamento entre o Plano de Desenvolvimento Institucional da Universidade e o Plano Estratégico Estadual, objetivando promover a capilarização das ações de formação de RH altamente qualificados, para desenvolver e fortalecer a pós-graduação e a pesquisa no Estado de Rondônia”, comentou o diretor científico da Fapero, Dr. Andreimar Soares.

As oficinas visam também o desenvolvimento socioeconômico do Estado e para isso contam com a participação dos representantes da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri) e Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi).

A Oficina foi realizada pela plataforma oficial de videoconferência do Estado no dia primeiro e seis de outubro.

Fonte: Secom

Facebook Comments