Ocupação de leitos de UTI para Covid-19 chega a 76,1% na rede pública em RO

Voltou a subir nos últimos dias a taxa de ocupação dos leitos de UTI estaduais que atendem pacientes com Covid-19. De acordo com o último relatório divulgado na terça-feira (1) do Governo de RO, atualmente a taxa está em 76,1% de ocupação.

Os maiores problemas acontecem em Cacoal, onde são atendidos enfermos da região central. Nessa cidade não há mais vagas disponíveis.

Em Porto Velho a situação também é grave. De acordo com o relatório, 18 pacientes positivados com o Coronavírus estão internados na UTI do Cemetron, ocupando 90% dos leitos destinados para pacientes graves. Restam apenas duas vagas.

No Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, 8 pessoas estão internadas na UTI, tratando a doença, totalizando 80% de ocupação. A unidade conta com mais duas vagas de UTI.

Em Cacoal, dos 8 leitos de UTI do Hospital Regional da cidade, destinados para atender pacientes com Covid-19 estão 100% ocupados. O Heuro conta apenas com um leito de UTI, e também está ocupado.

Construído para atender exclusivamente pacientes infectados com o Coronavírus, o Hospital de Campanha do Estado, o antigo Regina Pacis, atualmente, está realizando cirurgias eletivas, mas em caso de necessidade, ele volta a atender pacientes com Covid-19, segundo a Sesau.