21 C
Porto Velho
sexta-feira, agosto 12, 2022

Buy now

spot_img
spot_img

O PSB de Rondônia está dividido?

EDITORIAL

O PSB de Rondônia cresceu tanto que já é um das promessas nestas eleições. Ao lado do MDB, PP e DEM, o PSB já tem um governador para chamar de seu. E não quer parar por aqui. O PSB pretende conquistar várias cadeiras no Congresso Nacional, na Assembleia Legislativa e, quiçá, o governo do Estado. Mas, vai ter que enfrentar resistências internas e esperar o que vai acontecer com as pré-candidaturas dos partidos aliados MDB e PDT.

No mesmo dia, em 12 de maio, o MDB lançou o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho e, o PDT, Acir Gurgacz. Sem lançar, mas com esta intenção, o PSB tem Daniel Pereira, candidato natural à reeleição. À primeira vista o eleitor imagina que estes três partidos estão divididos, cada um por si, mas, na verdade, estão se falando, dialogando nos bastidores. Porque nenhum deles, de forma individual, conseguirá sair vitorioso em 7 de outubro com facilidade.

O PSB, porém, é o partido da vez. Está no governo e é o que tem mais poder para unir MDB e PDT em torno de candidatura única. Além disso, o PSB tem a melhor nominata para o Congresso Nacional e Assembleia Legislativa. Por outro lado, o MDB está desgastado e o PDT tem um dono que não deixa o partido crescer.

Além do próprio Daniel Pereira, o PSB tem Mauro Nazif que só não será eleito deputado federal se desistir. E tem o ex-prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, potencial candidato ao Senado Federal e também cotado para vice-governador. Jesualdo é um dos partidários da candidatura de Acir Gurgacz ao governo. Daniel Pereira também, mas tudo vai depender do desenrolar dos acontecimentos nas esferas judiciais.

Em busca da união entre PSB, PDT e MDB, o governador Daniel Pereira deu o primeiro passo. Foi ao encontro do MDB no último sábado, em Porto Velho. Foi lá, discursou e até ergueu os braços de Maurão de Carvalho num gesto que, a princípio, pareceu  traição. Mas, não era esta a intenção. A intenção era mostrar que o PSB continuava unido ao MDB. Daniel Pereira só não foi ao encontro do PDT em Ariquemes porque o evento começou e terminou cedo. Mas, conversou com Acir e Jesualdo por telefone.

O governador Daniel Pereira busca se firmar como o candidato à reeleição, numa eventual inviabilidade de Acir. Por isso procurou o ex-governador Confúcio Moura nessa semana para pedir-lhe apoio. Confúcio Moura é hoje uma das maiores lideranças políticas de Rondônia. O apoio dele é crucial para qualquer pretendente ao Palácio Rio Madeira. O ex-governador ficou ressentido com Daniel Pereira antes de passar-lhe o comando do Estado em abril. Esse ressentimento perdura até hoje. Confúcio cobra de Daniel Pereira o cumprimento das obras e projetos importantes para o desenvolvimento do Estado.

O PSB realiza nesta sexta-feira, em Pimenta Bueno, seu encontro estadual, onde promete colocar tudo em pratos limpos. Mesmo porque, o Estado é maior do que as divergências políticas.

 

Related Articles

REDES SOCIAIS

0FansLike
3,430FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles