Esse é Eduardo Bolsonaro, Em Guajará-Mirim

Porto Velho- O novo diretor geral da PF, Rolando Alexandre de Souza, nomeado ontem pelo presidente Bolsonaro, já atuou em Rondônia entre 2007 e 2010, como Superintendente da Polícia Federal. Atuou no Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos, além de ocupar cargos de chefia na Divisão de Combate a Crimes Financeiros  na superintendência em Rondônia. Em 2007, ele chefiou a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) em Rondônia.

Amigo da família Bolsonaro, assim como Ramagem, Rolando Alexandre levou Eduardo Bolsonaro para trabalhar em Guajará-Mirim (RO). Além de postar fotos de quando atuou na Pérola do Mamoré, Eduardo protagonizou uma frase ofensiva durante uma palestra:”Tem algum lugar pior do que Guajará Mirim?”. Na foto abaixio ele exibe um fuzil, mas ele era na verdade, escrivão na PF de Guajará-Mirim, conforme descrevem seus antigos colegas.

https://twitter.com/BolsonaroSP/status/1181020178945056768

Fonte:Mais RO

 

Facebook Comments