Com a baixa representatividade da diretoria reeleita do Sintero será necessário mobilização e vigilância permanente dos Trabalhadores em Educação

A Chapa 2 Consciência e Luta, que disputou as eleições do SINTERO realizada no dia 05 de novembro, vem a público fazer algumas considerações sobre o processo eleitoral e apresentar à categoria da Educação uma estratégia de luta permanente, independente da enferrujada burocracia sindical que há mais de três décadas corrói e dificulta a transparência, a participação democrática e a renovação.

O resultado da eleição não representa a vontade da maioria da categoria e foi definido por:

 

ABSTENÇÃO, com a pandemia e as aulas suspensas esta eleição foi a que teve o menor número de votantes na história do SINTERO.

USO DE UMA GIGANTESCA ESTRUTURA, durante toda campanha e, principalmente, no dia da votação, com centenas de eleitores simpatizantes sendo buscados em suas casas, especialmente, os aposentados.

COMISSÃO ELEITORAL, com todos os seus integrantes indicados pela atual diretoria, não atuou com a necessária e desejável isenção, corroborando com a estratégia de dificultar o trabalho dos mesários e ficais da oposição, de evitar buscar votos nas escolas e priorizar as urnas fixas, para onde foram transportados centenas e centenas de eleitores.

Mesmo com essa poderosa e antidemocrática conjugação de fatores, a diferença de votos foi relativamente pequena e deixa evidenciado que se tivesse havido o mesmo comparecimento de filiados das últimas eleições do SINTERO a Chapa 2 teria certamente vencido. Uma pergunta para reflexão: quantos votaram e deixaram de votar na sua Escola? Isso aconteceu no Estado todo…

O sonho de mudança no SINTERO foi renovado e apenas adiado

 

Desejamos aos eleitos que façam um bom trabalho, que conduzam os trabalhadores da Educação na defesa de seus direitos e rumo às novas conquistas. Certamente os integrantes da Chapa 2, seus apoiadores e simpatizantes estarão prontos para se somarem às lutas legítimas e necessárias da categoria; porém…

“Orai e vigiai”

… estaremos atentos, como uma oposição permanentemente organizada, pronta e preparada para intervir nos debates, participar das assembleias, denunciar omissões e abusos da direção do SINTERO. Três anos passam rápidos…

Muito obrigado Trabalhadoras e Trabalhadores da Educação de Rondônia. A Luta Continua!

Professor Ozeas, Chapa 2, “Consciência e Luta”.

Facebook Comments