Nota de esclarecimento – Comandante Geral

KisnerA Polícia Militar do Estado de Rondônia esclarece a população em geral que em relação a postura de advogados e policiais militares no último sábado, 26 de dezembro de 2015, na Central de Polícia, em Porto Velho, quando do registro de uma ocorrência em que um foragido da Justiça tentou contra a vida de um policial militar, foi motivo de reunião entre o Secretário de Segurança, Defesa e Cidadania, delegado Antonio Carlos dos Reis, comandante geral da Polícia Militar, coronel Nilton Kisner, diretor geral da Polícia Civil, delegado Eliseu Mullher e membros da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, hoje, 28 de dezembro de 2015.

O comandante geral da PMRO, coronel Kisner, informou que serão feitas reuniões com cada categoria para explicar os espaços e a presença de advogados na sala destinada ao registro de flagrantes pela Polícia Militar. Quanto as supostas agressões, o fato será apurado pela Polícia Militar e posteriormente será informado sobre os procedimentos adotados.

Os policiais militares, disse o comandante, são instruídos durante sua formação e orientados sobre as prerrogativas de advogados. Da mesma forma o trabalho realizado pelos policiais militares não deve sofrer interferência de terceiros, especialmente porque os mesmos devem garantir a custódia e a segurança das pessoas presas e ou apreendidas.

Quartel em Porto Velho, 28 de dezembro de 2015

Nilton Gonçalves Kisner – Coronel PM   

Comandante Geral da Polícia Militar de Rondônia

Fonte: Assessor de Imprensa PMRO

Facebook Comments