No Dia do Zootecnista, profissional que zela pela saúde dos animais e produção de alimentos sustentáveis é homenageado

Em homenagem aos profissionais que se dedicam ao trabalho para melhorar a saúde e bem-estar dos animais, o Governo de Rondônia celebra nesta quinta-feira (13) o Dia do Zootecnista, profissional que ajuda o Brasil e o Estado de Rondônia a dar um salto em qualidade e produtividade em toda a cadeia de sua produção animal.

A homenagem é um reconhecimento àquele que se dedica ao estudo e à pesquisa de alternativas e métodos de potencialização da produção animal e vegetal com qualidade e produtividade, sem prejudicar o meio ambiente, o bem-estar dos animais e a satisfação dos consumidores, como o cidadão que vai ao supermercado e faz suas compras com a certeza de que leva pra casa alimentos de excelente qualidade.

Estes profissionais, que atuam na Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Agência de Defesa Agrossilvopastoril do Estado (Idaron) e em outras áreas da Administração Estadual e no setor privado, realizam o importante trabalho que tem reflexo direto na pauta das exportações do Estado – carne e grãos -, dedicando conhecimento, esforços e amor para que o objeto fim deste trabalho, os animais, vivam boas condições, com boa alimentação, boa saúde e, consequentemente, com bom peso.

É função do Zootecnista, nesta seara, o estudo e o trabalho para o melhoramento genético dos animais, de modo que influa na reprodução para geração de espécies cada vez mais competitivas e de alta produção, que resulte no aumento da produtividade de derivados desses animais, como carne, leite, ovos, entre outros.

EXPERIÊNCIA

O Governo de Rondônia tem um staff de alto nível de profissionais de zootecnia, com conhecimento e habilidades peculiares, adaptadas às condições da região Amazônica, que foi fundamental no processo da revolução produtiva rondoniense que se notabilizou na região Norte, e que é modelo de produtividade e produção sustentável para o País e fator basilar do desenvolvimento econômico do Estado.

De acordo com a zootecnista Laís Pinheiro, que carrega a experiência de 11 anos de carreira na Idaron nesta data, é imprescindível que este profissional não esqueça da importância de sua missão, para com o desenvolvimento, trabalhando com prazer para produzir alimentos de forma sustentável para a população, de modo a compatibilizar desenvolvimento econômico e preservação ambiental.

Afastada temporariamente do trabalho pelo nascimento do primogênito, Diego, de cinco meses, ela reconhece que é uma profissão prazerosa, que resulta na geração de riqueza, mas que é preciso gostar dela, buscar sempre o conhecimento e estar antenada com o tempo, com as inovações tecnológicas e dar o melhor de si. Laís explicou que o zootecnista tem a função direta e especial de zelar pela saúde e bem-estar dos animais, para assim produzir alimentos saudáveis, de boa qualidade e que respeite e preserve o meio ambiente. “Quero deixar aqui o meu abraço aos meus colegas neste dia de homenagens”, disse.

Para a zootecnista Silvana Ribeiro, da regional da Idaron em Vilhena, a oportunidade de ser um agente da Agência é gratificante pela possibilidade que se tem de realizar um trabalho de nível, compatibilizando necessidade com responsabilidade, gerando riqueza para o Estado e produzindo o que há de melhor em termos alimentares para a população, levando sempre em conta os aspectos de sustentabilidade e responsabilidade ambiental, profissional e social.

Assim como sua colega de Porto Velho, a zootecnista de Vilhena falou do prazer de atuar nesta profissão que não deixa de ser um grande desafio, destacando a missão de produzir alimentos de baixo custo, com qualidade e sustentabilidade, numa dinâmica contínua que prevê ações fundamentais para melhoramento genético dos animais e cuidados com a saúde e alimentação deles. “Além do prazer que é para o profissional, esta é uma atividade que retorna em divisas econômicas que impacta as exportações do Estado”, disse.

EXPANSÃO

Profissão em expansão e das mais requisitadas para o planeta neste momento em que se discute o universo da produção de alimentos para a humanidade e a exigência da preservação ambiental, o zootecnista é um profissional completo e de certa forma eclético, que pode atuar nas áreas de nutrição e manejo alimentar dos animais de produção, pets e silvestres; gestão das propriedades rurais, melhoramento genético animal, agronegócio e cadeia produtiva; conservação dos recursos animais e ambientais; manejo e conservação de pastagens; comportamento e bem-estar animal; manejo da fauna e de animais silvestres; construções e instalações para animais de produção, pets e silvestres; sistemas de criação de organismos aquáticos; ensino e pesquisa em produção animal, e no planejamento e administração de eventos agropecuários, conforme prevê o Conselho Federal de Medicina Veterinária, que também habilita e regula a profissão de zootecnista.

O Dia do Zootecnista é comemorado em 13 de maio, em homenagem à data da primeira aula do curso de Zootecnia ministrado no Brasil, em 13 de maio de 1966, no Estado do Rio Grande do Sul. A profissão, entretanto, só foi regularizada oficialmente no País em 4 de dezembro de 1968, por força do Decreto de Lei nº 5.550, que deu legalidade com a regulamentação da profissão do Zootecnista.

 

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments