Nas redes sociais, opositores ao Conselho pró-LGBTTT ridicularizam relator da proposta

0
1140
A causa LGBTT está nas ruas

PORTO VELHO- Dizendo-se cristãos, opositores à criação do Conselho para Políticas Públicas em prol da comunidade LGBTTT estão fazendo pressão para que o governador Daniel Pereira (PSB)  vete o projeto. “Os opositores ao projeto ignoram estudos de agências internacionais de direitos humanos que revelam que aqui se mata mais do que em 13 países do Oriente Médio e África, onde há pena de morte para a homossexualidade”, publicou a blogueira e ativista de Rondônia, Luciana Oliveira, no site Brasil 247. De acordo com Luciana, a cada 19 horas, um homossexual ou transgênero é assassinado ou suicida. De 2000 a 2017, o número de LGBTs assassinados saltou de 130 para 445.

Facebook Comments