“NÃO SOU OBRIGADO A VOTAR, MAS, SINTO QUE CONFÚCIO PRECISA DE MEU VOTO”, DIZ APOSENTADO DE 75 ANOS

 

Se Gildo, 75 anos
Se Gildo, 75 anos

 

Em meio a centenas de pessoas que o candidato à reeleição, Confúcio Moura, cumprimentou, durante o corpo a corpo na Avenida Jatuarana, Zona Sul de Porto Velho, nesta quarta-feira (15), pela manhã estava o senhor Gildo Porfírio, de 75 anos.

Nascido no Estado de Pernambuco, o aposentado mora em Porto Velho desde 1971. Conta com orgulho ter votado em Getúlio Vargas no passado. Na história política recente, votou em Confúcio quando candidato ao primeiro mandato, em 2010, e vai votar novamente para a reeleição.

Gildo disse que para ele o voto é facultativo. Ele vota se quiser. Mesmo assim, ele faz questão de comparecer à urna no dia 26, porque sabe que Confúcio vai precisar de seu voto para consolidar a vitória. “Peço ao povo de Porto Velho o voto em Confúcio, por entender que o governador é o mais preparado para conduzir o Estado pelos próximos quatro anos”.

No corpo a corpo de Confúcio na principal Avenida da Zona Sul, o candidato à reeleição entrou nas lojas, cumprimentou funcionários e clientes de quem recebeu o carinho. A receptividade do público foi tão calorosa, que o candidato aumentou o tempo de permanência na região de uma, para duas horas.

Confúcio ouviu reivindicações e garantiu: o que não foi possível ser feito no primeiro mandato, será resolvido no segundo, “por isso peço o voto de confiança no 15, no dia 26 de outubro, disse Confúcio.

Paulo Sergio é mototaxista há oito anos. Disse que votou em Confúcio no primeiro turno e que vai votar novamente no segundo. Seu argumento é de que Confúcio tem mais apoio político em Brasilia e conseguirá mais recursos para resolver os problemas de Rondônia, que não são poucos.

Participaram da caminha, os senadores Acir Gurgacz e Valdir Raupp, os deputados federais eleitos Lúcio Mosquini e Lindomar Garçom, o deputado estadual Zequinha Araújo e o prefeito de Ouro Preto, Alex Testoni.

Facebook Comments