O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), sob a coordenação do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), tem atuado fortemente na luta contra a Covid-19, buscando refrear comportamentos que promovam aglomerações, validando as determinações de decretos estabelecidos. Foi o que aconteceu na noite desta quinta-feira (11), durante a “Operação Alerta”, em cumprimento ao Decreto nº 25.853, de 2 de março de 2021, resultando em mais de 80 intervenções.

Atuando mais uma vez de forma estratégica, a Operação foi organizada em três equipes que atuaram no perímetro urbano de Porto Velho. Apesar da cooperação por parte dos donos de estabelecimentos comerciais, ainda foi possível observar o descumprimento de muitos cidadãos, praticando atividades que promoviam aglomeração, alguns ainda sem fazer o uso da máscara facial, como registrado na área do Skate Park, na zona Leste da Capital. Os jovens que se encontravam no local fora do horário permitido, foram orientados a irem para suas casas.

O mesmo ocorreu em um estabelecimento comercial localizado na chamada “Estrada do Japonês”, na zona Sul da cidade, em que as equipes de fiscalização dispersaram os clientes e reforçaram ao responsável pelo comércio sobre o horário de funcionamento permitido, conforme o atual decreto. Durante as quase seis horas de Operação, foi notável a quantidade expressiva de estabelecimentos fechados, o que demonstra a compreensão e respeito por grande parte dos donos de estabelecimentos comerciais quanto ao cumprimento do decreto estadual, visando amenizar os impactos causados pela proliferação do coronavírus.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Gilvander Gregório de Lima, embora as equipes de campo da Operação realizam diversas fiscalizações, o foco principal é promover a conscientização e garantir meios de que a Saúde Púbica possa atender a população de modo mais eficiente possível.

“O nome da Operação já diz tudo. Estamos em alerta mediante ao atual cenário. E se a população não se conscientizar, não cumprir com o papel de cidadão, vamos tomar mais prejuízo. A “Operação Alerta” visa uma consciência coletiva, a sociedade precisa abraçar a causa. Nós só teremos paz e tranquilidade pública se a sociedade se conscientizar que ela é parte de um todo”, observou coronel Gregório.

90 DIAS DE OPERAÇÕES ANTIAGLOMERAÇÕES  

A “Operação Alerta” faz parte do conjunto de ações articuladas pela Sesdec e executadas pelo CBM para conter as aglomerações que proporcionam os aumentos de casos positivados da Covid-19 e conta com a sociedade em geral, como sua maior aliada.

O ciclo de operações iniciou em dezembro do ano passado e já resulta em 3.655 intervenções, a partir do suporte de órgãos públicos empregados, como Polícia Militar, Polícia Civil, Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa), Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Conselho Tutelar de Porto Velho, Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb), Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) e Vigilância Sanitária.

A próxima etapa está prevista para sábado (13) e deve continuar durante a vigência do decreto. Denúncias de descumprimento do Isolamento Social Restritivo podem ser feitas através de aplicativo de mensagens (69) 9937-99712, ou pelos números 190193 e 197.

SISTEMA “MELHOR HORA”

O Governo do Estado de Rondônia conta com a colaboração da população e, estrategicamente, desenvolveu por meio da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), o sistema “Melhor Hora” https://melhorhora.sefin.ro.gov.br , permitindo ao cidadão verificar, em tempo real, os horários de menor fluxo de pessoas em mercados e farmácias, visando a não aglomeração.

Tudo isso para preservar a saúde e segurança de todos, com o intuito de cada vez mais fortalecer o enfrentamento do cenário pandêmico, amenizando, da melhor forma possível, os impactos que já sufocam as unidades hospitalares e deixam enlutadas muitas famílias.

Fonte: Secom

Facebook Comments