Um marceneiro de 40 anos foi preso sábado (17), em Campo Grande (MS) e levado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) depois de ser flagrado pela esposa de 28 anos estuprando a enteada de 10 anos. A mãe já estava desconfiada do comportamento da criança.

Segundo informações, como a mulher já estava desconfiada das atitudes do marido, que é padrasto da menina, e do comportamento da filha que há um mês evitava ficar perto do homem. Na manhã de sábado (19), por volta das 6h20, a mulher percebeu que o marido se levantou indo até o quarto das crianças.

Desconfiada, ela esperou um pouco e foi atrás quando flagrou o marceneiro deitado entre as duas enteadas de 5 e 10 anos embaixo das cobertas. Ela percebeu que ele acariciava a menina de 10 anos. Quando ela puxou a coberta, viu que ele havia abaixado as vestes da criança e acariciava as nádegas dela.

A mãe, então, brigou com ele e disse que era para ele ficar no local até a chegada da polícia, o que ele acatou. Segundo seu interrogatório, o marceneiro negou o abuso, dizendo considerar as meninas como suas próprias filhas. Disse que possui o hábito de colocá-las para dormir e que, todo dia, antes de sair para trabalhar, passa no quarto das crianças para abraçá-las, o que estava fazendo no dia dos fatos, quando sua companheira entrou no quarto e o acusou de estar abusando da menor. Afirmou também que apenas confirmou que havia tirado a roupa da menor por medo de apanhar dos policiais.

Fonte: Midiamix

Facebook Comments