Na última sexta-feira, 14, o Ministério Público Federal (MPF) em Porto Velho recebeu a visita do professor, escritor e advogado do banco Santander, Nelson Nery Junior. Ele foi recebido pelo procurador da República Reginaldo Trindade, com quem tratou sobre uma investigação a respeito do financiamento das usinas hidrelétricas do rio Madeira. O banco Santander é um dos financiadores dos empreendimentos e o advogado veio a Porto Velho para se colocar à disposição do MPF.

Durante a visita, o procurador Reginaldo Trindade abordou outro assunto de sua área de atuação – a defesa do povo indígena Cinta Larga. Na ocasião, ele falou sobre a existência do Grupo Clamor – Cinta Larga: Amigos em Movimento pelo Resgate, que reúne voluntários da sociedade civil em prol daquela comunidade indígena. Nelson Nery se manifestou interessado em colaborar com a causa e a participar da lista de discussão do Grupo Clamor, via e-mail.

Nelson Nery Júnior foi membro do Ministério Público do Estado de São Paulo, onde permaneceu até 2004. Ele se notabilizou por participar da construção de importantes instrumentos normativos do país, como o Código de Defesa do Consumidor e a Lei de Improbidade Administrativa. Além de atuar na advocacia, ele é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) desde 1979 e autor ou organizador de 90 livros — a maioria envolvendo Direito Civil ou Processo Civil.

Facebook Comments