ifro_jiA unidade do Ministério Público Federal em Ji-Paraná e a Delegacia de Polícia Federal deflagraram operação conjunta, denominada Nova Era, que visa apurar supostas condutas indevidas por parte de servidores do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) de Ji-Paraná.

Hoje, 4 de março, a Polícia Federal esteve no Ifro para cumprir as medidas cautelares deferidas pela Justiça Federal, a pedido do MPF, que incluem a ordem de proibição, a servidores, de acesso ou frequência às dependências do Ifro de Ji-Paraná e a suspensão do exercício de suas funções públicas no Ifro ou qualquer outra instituição de ensino.

Também foi instaurado, pelo Ministério Público Federal, inquérito civil público para apurar a prática de atos de improbidade administrativa e foi requisitada a instauração de processo administrativo disciplinar para a apuração dos ilícitos funcionais.

O MPF em Ji-Paraná acompanhará as medidas administrativas a serem tomadas para que os alunos do Ifro não sejam prejudicados e as aulas transcorram normalmente. Os detalhes da investigação não podem ser divulgados em razão da decretação de segredo de justiça.

Facebook Comments