Comerciantes protestam pela abertura dos estabelecimentos em Porto Velho. — Foto: Armando Junior/Rede Amazônica

Um grupo de motoristas saiu em carreata na tarde desta sexta-feira (27), em Porto Velho, para pedir a abertura do comércio na capital. Na semana passada, foi decretado estado de calamidade pública, que proíbe o funcionamento do comércio e serviços em geral, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Apenas serviços considerados essenciais podem abrir as portas.

A manifestação começou por volta das 15h, saindo das Três Caixas D’Água. Alguns manifestantes escreveram a mensagem “#voltabrasil” nos carros.

Depois, os motoristas seguiram em direção a Avenida Sete de Setembro e fizeram buzinaço. O grupo pede a suspensão de medidas de quarentena, que visam controlar a disseminação do novo coronavírus.

O ato contraria as recomendações das autoridades da área de saúde no Brasil e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que pedem para que as pessoas fiquem em casa como prevenção ao avanço do novo coronavírus.

Motoristas escrevem "#voltabrasil" nos carros durante protesto pela abertura do comércio em Porto Velho. — Foto: Armando Junior/Rede Amazônica

Motoristas escrevem “#voltabrasil” nos carros durante protesto pela abertura do comércio em Porto Velho. — Foto: Armando Junior/Rede Amazônica

Outras cidades como Ariquemes (RO), Guajará-Mirim (RO), Ji-Paraná (RO) também tiveram protestos. Pela manhã, motoristas foram às ruas em Rolim de Moura pedindo o retorno das atividades dos comércios.

Em Ariquemes, no Vale do Jamari, a manifestação começou ao som do hino nacional com saída pela Avenida Tancredo Neves em direção ao Espaço Alternativo.

Fonte: G1

Facebook Comments