Moradores e motoristas que passam por Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, reclamam de uma obra paralisada na BR-364. A obra teve início há mais de dois meses.

A rotatória é o principal acesso para a BR-421, outros quatro bairros de Ariquemes e para o setor chacareiro.

Os motoristas que trafegam pela rodovia no sentido Porto Velho, ao passarem pela cidade, precisam seguir pelas marginais.

Apesar da interdição do trecho, o trânsito flui normalmente pelas laterais da BR, mas as dificuldades geradas pela obra parada têm sido maiores para quem mora e trabalha na margem direita da rodovia, pois precisam dar uma volta de até dois quilômetros para entrar na cidade.

“É mais uma obra sem estrutura, sem planejamento e que a população está pagando o pato”, é o que relata Maria Lidiane, atendente de caixa.

A obra de recuperação da rotatória, que começou em outubro do ano passado, é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Um mês depois de ser iniciada já estava paralisada por problemas de drenagem do solo.

Moradores e comerciantes da região se uniram e fizeram um abaixo-assinado com 400 assinaturas pedindo providências ao poder público, cobrando a conclusão da obra.

“Isso tem atrapalhado tanto na questão financeira das empresas que ficam ao redor da rotatória, como também na questão do gasto particular de cada funcionário. É uma falta de respeito com os cidadãos e com os moradores do bairro”, diz o comerciante Jeferson Vilela.

Rede Amazônica procurou a superintendência do Dnit de Rondônia para saber se há algum prazo para o retorno da obra, no entanto, até a publicação desta reportagem não obteve retorno.

Fonte: G1

Facebook Comments