Dos 1.800 médicos cubanos, aproximadamente, que optaram em permanecer no Brasil após o rompimento do acordo entre Cuba e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), em 2018, apenas 121  ainda não foram contratados, afirmou o Secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, em audiência por meio de vídeo conferência com o senador Confúcio Moura (MDB-RO), na quinta-feira (17).

De acordo com Raphael Câmara, o Ministério da Saúde chamará todos os médicos cubanos que estão na lista, com os respectivos registros profissionais para reincorporar ao Programa Mais Médicos. “Vamos chamar todo mundo. É só 121 mesmo que está faltando, e a gente, na próxima chamada, vai chamá-los também”, afirmou.

Lembrando que o senador Confúcio Moura foi o relator do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 25/2019 da Medida Provisória (MP) 890/2019, que criou o programa “Médicos pelo Brasil”, aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Presidente em dezembro de 2019. No mês de março de 2020, o parlamentar encaminhou um ofício solicitando ao Ministério da Saúde a reincorporação de todos os cubanos ao Programa Mais Médicos.

Confúcio Moura disse que as informações da audiência foram positivas e que, por meio da sua assessoria, irá responder àqueles que estão demandando por notícias animadoras. Participou ainda da reunião, a diretora substituta do Departamento de Saúde da Família, Renata Oliveira.

Facebook Comments