MESMO SEM CARNAVAL, FLUXO NO JOÃO PAULO II FOI MAIOR QUE O ANO PASSADO

jp2

O Hospital e Pronto Socorro João Paulo II foi mobilizado para atender as ocorrências durante o carnaval de 2014. Médicos, enfermeiros e demais profissionais estiveram unidos em um esforço conjunto para salvar vidas no período. As estatísticas do pronto socorro mostraram que o fluxo de pacientes foi intenso, com aumento significativo se comparado ao ano anterior. Desde o início do feriado prolongado (28) até a manhã de quinta-feira, 5, foram registrados 562 atendimentos. Chama a atenção os atendimentos relacionados às violências, com 98 por acidente de trânsito, 10 vítimas de agressões por arma branca, 03 por arma de fogo e 3 óbitos por acidente de trânsito. Houve um aumento principalmente nos casos de clínica médica, havendo no ano passado 72 pacientes atendidos e este ano, 228, ou seja, um aumento de mais 200% em relação ao ano passado. Tal fato pode estar relacionado às cheias do rio Madeira, que expôs parte da população a condições de vida insalubre.

No centro cirúrgico foram realizadas 59 cirurgias, 43 para atender as vítimas do trânsito, baleados e esfaqueados.

Segundo o diretor-geral da unidade, Coronel Caieros, o governador Confúcio Moura não tem medido esforços para que as unidades de saúde prestem um atendimento ágil, eficiente e humanizado a toda a população. “Mesmo não tendo o carnaval oficializado, houve o feriado prolongado o que aumenta casos de violência e exagero na bebida alcoólica, mas estamos todos empenhados para cumprir metas de resultados e fazer o melhor na assistência, sendo essa uma dedicação diária do secretário da Sesau, Williames Pimentel”, destacou o diretor.

DECOM/RO

Facebook Comments