Todos sabemos que os carros movidos a energia elétrica são o futuro do transporte particular, mas o que nem todos imaginavam é que muitos seriam os desafios na produção de carros elétricos, especialmente no Brasil.

A demanda por carros menos poluentes e mais autônomos, tanto em questões de combustíveis renováveis, como de tecnologias de automação, vem crescendo a cada dia que passa.

Isso tem feito com que inúmeras montadoras busquem maneiras de tornar suas linhas de produção mais adequadas para veículos que atendam essa demanda. No entanto, algumas dificuldades já estão surgindo na produção de carros elétricos.

A verba para a adequação da linha de produção e mão-de-obra qualificada certamente são as maiores entre as muitas dificuldades que as montadoras estão enfrentando, especialmente no Brasil, onde empresas como a Ford e a GM (General Motors), já se pronunciaram afirmando que os lucros de suas montadoras por aqui estão menores a cada ano que passa.

Dificuldades na produção de carros elétricos

A princípio, a produção de um motor elétrico é bem mais simples, e conta com menos materiais de difícil manuseio do que a de um motor a combustão que, além de ser mais complexa, também exige mais componentes.

Essa facilidade de produção permitirá às montadoras a automatização das suas linhas de montagem. No entanto, para que essa automatização seja eficiente será necessário a contratação de profissionais altamente qualificados.

Além disso, para que a produção de carros elétricos seja completa são necessárias muitas células de baterias, peças que possuem fornecedores específicos e contam com uma cadeia de suprimentos especial, questões responsáveis por tornar a produção de carros elétricos até 30% mais cara.

Outra questão que pode dificultar a produção de carros elétricos é a aceitação do veículo pelo consumidor final. Todos sabemos que esses veículos são mais econômicos e menos poluentes, no entanto, além de possuir um alto custo de compra, a falta de postos de abastecimento ainda é um problema no Brasil, o que pode fazer com que muitas pessoas acabem desistindo da compra.

Mercado automobilístico e os carros elétricos

O mercado automobilístico envolve muito mais que apenas a produção de veículos, ele vai desde a plantação e colheita de algodão para a produção do tecido dos bancos até a produção de acessórios automotivos e serviços especializados.

A produção de carros elétricos influenciará em todo esse mercado, desde os comerciantes de itens decorativos e suportes para GPS até as operadoras de seguro auto, setor, inclusive, que já vem se adaptando para essa nova demanda.

Atualmente, as empresas de seguro auto já oferecem proteções para carros elétricos, encaixando estes nas categorias de modelos híbridos, veículos movidos a eletricidade e combustão. No entanto, existe um movimento no setor para que proteções mais segmentadas para os carros elétricos sejam criadas.

Vale dizer que, atualmente os valores praticados na contratação de um seguro auto para carros elétricos podem ser até 20% mais baixos que os valores da mesma proteção para veículos a combustão.

As seguradoras estão oferecendo preços mais baixos com a intenção de incentivar a adesão dos proprietários de veículos elétricos ao serviço e, assim, conseguirem criar um banco de dados mais consistente para que no futuro, além de oferecerem serviços mais adequados, possam contar com preços mais justos também.

A produção de carros elétricos ainda está em fase de implementação no Brasil e, apesar das dificuldades mencionadas aqui, o panorama para um futuro próximo é muito interessante. Se você está pensando em adquirir um carro elétrico, vale a pena acompanhar todas as novidades sobre o assunto.

Por Jeniffer Elaina

Facebook Comments