atendimento_ribeirinho_800_03A prefeitura de Porto Velho continua dando assistência às famílias ribeirinhas que foram afetadas pela enchente histórica do Rio Madeira em 2014. O principal problema ainda é a falta de água potável, devido à contaminação dos lençóis freáticos. A distribuição do “líquido precioso” fica por conta da Secretaria Municipal de Projetos Especiais e Defesa Civil (Sempedec).

De acordo com o secretário Vicente Bessa, na última entrega ocorrida recentemente, foram distribuídos cerca de 50 mil litros de água mineral para todas as comunidades impactadas ao longo do baixo Madeira. Entre os beneficiados, ele cita as localidades de Mutuns, Boa Fé, São Miguel, Maravilha, São Sebastião, Cujubim e os distritos de São Carlos, Nazaré e Calama, dentre outras.

Paralelo ao trabalho de distribuição de água, a Sempedec realiza o monitoramento do nível do rio, que está subindo cerca de um metro por semana. “Também estamos monitorando o desbarrancamento que acontece em várias comunidades ao longo da região ribeirinha com objetivo de socorrer as famílias que estiverem em situação de risco”, declarou Bessa.

O secretário também informa que a gestão do prefeito Mauro Nazif sempre deu uma atenção especial aos moradores do baixo Madeira. Diversas medidas foram adotadas pela estrutura municipal para minimizar o sofrimento das famílias pelas perdas que sofreram.

Por Augusto José | Fotos Medeiros

 

Facebook Comments