PORTO VELHO- A três meses e 10 dias do primeiro turno, o jogo da sucessão em Porto Velho está apenas começando. As cartas estão sendo postas à mesa. As convenções partidárias acontecem no final do mês, entre 31 de agosto e 19 de setembro. Até lá muitos pré-candidatos se definirão.

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), decidirá nos próximos dias se será carta fora do baralho ou segue no jogo. Léo Moraes (Podemos) também é uma carta importante que poderá estar fora das eleições. Segundo ele, “está em análise”. Tanto Hildon Chaves quanto Léo Moraes são favoritíssimos, o que deixa os outros pré-candidatos de olho nas jogadas deles.

Caso estas duas cartas, Hildon e Léo, sejam retiradas do jogo, a sucessão municipal poderia seguir equilibrada, com todos os pré-candidatos em iguais condições de vencerem o pleito no primeiro turno, ou em dois turnos. Mas, diante de um possível equilíbrio dos postulantes, surge no horizonte mais duas cartas fortes no jogo sucessório.

O ex-prefeito e atual deputado federal, Mauro Nazif (PSB) estaria se articulando para voltar à administrar a capital e terminar o que começou ao ser eleito em 2012, mas não sendo reeleito em 2016. O ex-deputado federal Lindomar Garçom (Republicanos), também acaba de decidir sair candidato.

Caso Mauro Nazif aceite entrar no jogo, vai embaralhar as cartas, tornando o resultado das eleições imprevisíveis. Nazif ainda é um bom candidato e tem muitos votos. Mas, vai enfrentar um grupo de jovens candidatos como Vinícius Miguel (Cidadania), Samuel Costa (PCdoB), Ramon Cujuí (PT), Breno Mendes (Avante), Fabrício Jurado (DEM), Ciça Andrade (PSL), George/Pimentel (MDB), Cristiane Lopes (PP), Tiago Tezzari (PSD),  coronel Ronaldo Flores (Solidariedade) e agora o Garçom (Republicanos).

Além de Vinícius Miguel, Nazif, Ramon Cujuí e George Braga/Pimentel, virá forte neste jogo o advogado Breno Mendes (Avante), que terá total apoio do deputado estadual Jair Montes (Avante) e equipe liderada por Herbert Lins.

Congresso aprova Eleições para Prefeito em 15 de Novembro | JORNAL ...

Fonte: Mais RO

Facebook Comments