Mauro Nazif elegerá de cinco a seis vereadores; Medeiros poderá ser um deles
Mauro Nazif elegerá de cinco a seis vereadores; Medeiros poderá ser um deles
Mauro Nazif elegerá de cinco a seis vereadores; Medeiros poderá ser um deles

PORTO VELHO- Faltando apenas 11 dias para as eleições de 2 de outubro, os candidatos a prefeito de Porto Velho têm uma preocupação. Não basta se eleger. Tem que ter bancada para governar. Neste quesito, o candidato à reeleição, Mauro Nazif (PSB) nada de braçada. A Favorito no Ibope juntamente com Léo Moraes (PTB), Mauro deverá eleger a maior bancada de vereadores da capital. A coligação proporcional de Mauro Nazif, que engloba PSB e PTC  deve reeleger Edwilson Negreiros, Macário Barros, Jair Montes e Eduardo Rodrigues.  Estão na briga pelas prováveis seis vagas da coligação Mário Medeiros, Nãnan, Márcio Pacele, Da Silva, Irineu, Felipe, Ingride Gurgel e Pastor Sandro. Destes, Mário Medeiros é o que tem mais chance de se eleger.

Macário Barros (no centro de camisa listrada), deverá continuar na Câmara dos Vereadores
Macário Barros (no centro de camisa listrada), deverá continuar na Câmara dos Vereadores

A coligação que comporta o PCdoB, PV, PPL, SDD e Rede deve eleger apenas Ellis Regina. A coligação entre PSD e PHS tem Marcelo Reis, Samir Damião e Júnior Cavalcante brigando por uma vaga podendo puxar o segundo vereador.

PDT elegerá só Cláudio da Padaria, mas, caso consiga eleger o segundo pela sobra,  brigarão pela vaga José Wildes, Cláudio Carvalho e Paulo Tico.

O mais jovem dos candidatos à prefeito de Porto Velho, Léo Moraes, do PTB, se eleito, terá dificuldades de governar sem apoio parlamentar. O PTB  elegerá em tese dois vereadores nas coligações. PTB e PP disputam duas vagas: Everaldo Fogaça, Luan da TV, Chico Lata, Marcelo Cruz e Edney Lima. Os demais são meros coadjuvantes.

A coligação de Pimentel (PMDB), deverá eleger apenas dois vereadores. Brigam pelas vagas Isaque Machado, Zequinha Araújo, Osmar da Emater, Joelna Holder, Mauro Roberto, Márcio Oliveira e Paulo Costa. Se eleito, Pimentel teria que buscar apoio para poder governar Porto Velho.

Outro que teria dificuldades em compor uma base de apoio na Câmara dos Vereadores é Hildon Chaves do PSDB que terá um vereador podendo eleger o segundo; brigam Maurício Carvalho, Allan Queiroz e Edmilson Lemos. Os demais são escadinhas.

PSDC poderá elegerá um vereador com chance de eleger o segundo vereador. Seguem na disputa Márcio Miranda , Suely Belarmino, Bosco Costa, Cláudir Rocha, Souza e Júnior Siqueira.

Roberto Sobrinho  poderá eleger dois vereadores com a legenda do PT. Estão na disputa Sid Oleans, Fatinha , Chiquinho do Sintax e Mara Alves.

Ribamar Araújo elegerá dois vereadores que podem ser Dimdim, Bengala, Jucelino Amaral, Rose Sena, Marco Antônio ou Cabo Anjos.  Pimenta de Rondônia do PSOL não elegerá ninguém.

As demais vagas  pertencerão às coligações que tiver a maior sobra para o preenchimento das 21 vagas remanescentes e que atingirem quociente eleitoral que ficará próximo a 12 mil votos na capital.

Da redação do Mais RO

 

Facebook Comments