Marcos Rocha se filia ao PSL e assume presidência do partido em Rondônia

O Governador de Rondônia, Marcos Rocha, retornou oficialmente ao Partido Social Liberal (PSL) na manhã desta quarta-feira, 22. O presidente nacional do partido, o deputado federal Luciano Bivar, após assinar homologação da ficha de filiação de Marcos Rocha, pediu ao Governador que assuma a presidência estadual rondoniense da legenda.

O reposicionamento partidário do Governador de Rondônia é um reflexo da política de grupo do presidente Jair Bolsonaro. Marcos Rocha deixou a legenda junto com o Presidente da República, que até então não anunciou para qual partido pretende migrar. Ambos são aliados de longa data e Marcos Rocha nunca deixou de lado sua parceria com Bolsonaro.

Luciano Bivar solicitou, na mesma audiência, que o secretário-chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, assuma o comando da Secretaria Geral da legenda em Rondônia. Desta forma, o grupo liderado por Marcos Rocha reflete parcialmente os caminhos que deve tomar para as eleições que se aproximam. Marcos Rocha sempre atuou de forma bastante concisa na história recente do PSL em Rondônia.

Ele se elegeu Governador pela legenda e, antes disso, a pedido do próprio presidente Bolsonaro, liderou a força-tarefa de organização e estruturação do partido quando Bolsonaro se estabeleceu em suas trincheiras.

O PSL tem muita popularidade em Rondônia por força das últimas eleições estaduais. O partido nunca se afastou do mandato de Marcos Rocha, que sempre manteve seu respeito com a legenda. O PSL se tornou um dos grandes partidos brasileiros por todo trabalho realizado pela equipe de Bolsonaro em todo país, bem como no Estado de Rondônia.

Facebook Comments