Manu Gavassi afirmou ter receio da chamada cultura do cancelamento. Capa da edição de julho/agosto da revista Glamour, a ex-BBB admitiu que tem um cuidado redobrado na hora de expor ideias para não ser interpretada de maneira equivocada.

“Vivemos a era didática e cruel do cancelamento. E dos haters. Nunca foi tão fácil ofender alguém. E eu, uma pessoa que sempre odiou a perfeição, me vejo cobrando perfeição todos os dias para evitar dor de cabeça e deixar meus valores sempre muito claros”, escreveu a cantora na revista.

“Acho que o que move a gente a ser tão cuidadoso (paranoico) nesse momento do mundo é o pavor de ser confundida com alguém que defende ideais opostos aos seus. É a parada da polarização. Se vão me confundir com essa ideia aqui que eu abomino caso eu escorregar, então vou tomar cuidado redobrado para nunca escorregar.”

A cantora ainda disse acreditar que todo este cenário é uma pressão um pouco cruel para jogar sobre si mesma.

“Seria mentira falar que a crueldade da internet não dói. Dói. Mas eu uso de combustível. Se isso é certo ou errado, eu não sei. Mas nada me faz querer trabalhar mais do que ouvir que eu nunca vou conseguir.”

Fonte: Bol Uol

Facebook Comments