Cunha com a pupila rondoniense Mariana Carvalho
Cunha com a pupila rondoniense Mariana Carvalho
Com a possível cassação e prisão do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) muita água vai rolar por debaixo da ponte sobre o rio Madeira. Considerado o homem forte do PMDB e o ídolo de muitos políticos, Eduardo Cunha sofreu ontem um duro golpe: por 11×9 foi admitido o processo de cassação dele na Câmara dos Deputados. Com isso, muitos pré-candidatos a prefeitos que tinham Cunha como seu “malvado favorito” colocaram a barba de molho e repensam candidaturas. Um deles é a deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) que esperava um desfecho positivo a favor de Cunha, mas viu ontem esta pretensão ir por água abaixo.

Mariana que votou em Cunha para a presidência da Câmara dos Deputados traindo ao próprio PSDB que tinha candidato próprio, ficou bastante queimada perante a opinião pública. Aliado a outros fatores, a possibilidade dela sair candidata é quase zero.

A provável cassação de Eduardo Cunha vai prejudicar também a candidatura de Williames Pimentel, do PMDB. Pimentel torcia para que Cunha não fosse cassado porque isso refletiria na presidência da República ocupada interinamente por Michel Temer. A cassação de Cunha fragiliza o processo de impeachment de Dilma, em curso no Senado Federal.

Facebook Comments