A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através do Departamento de Atenção Básica (DAB), realizou 457 consultas na última sexta-feira (31) durante a operação ‘Covid Zero’ realizada nas dependências da escola Juscelino Kubitschek, no bairro Agenor de Carvalho. A ação fez parte da campanha “Combatendo a Covid-19” que tem como objetivo atender os pacientes com sintomas do novo coranavírus (Covid-19), mapeados durante busca ativa feita pelos agentes de saúde na comunidade.

Na escola, logo cedo, uma longa fila se formou em direção a triagem que recebia os moradores para realizar os primeiros cuidados com a saúde. No pátio, centenas de cadeiras distantes umas das outras foram colocadas para acomodar os pacientes que aguardavam atendimento nos consultórios, sala de testes e farmácia implantadas estrategicamente pela Semusa.

Só na sala de testes, 324 testes rápidos foram realizados de forma espontânea. Das 324, 18 testaram positivo para a Covid-19. Já na farmácia, a equipe formada por profissionais atendeu 167 pessoas que receberam medicamentos conforme a orientação médica realizada nos consultórios.

A secretária de Saúde do município, Eliana Pasini, ressalta a importância da campanha para evitar um “superaquecimento” nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Porto Velho. “Este é um apoio que a Semusa está dando para as unidades básicas de saúde, trazendo uma grande equipe de profissionais e do sistema de regulação para encaminhamentos (exames ou retornos) dos pacientes”.

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, acompanhou os serviços prestados pelos profissionais de saúde e fez um alerta de cautela aos portovelhenses. “Continuem se cuidando, pois a pandemia segue”, expressou ele durante as atividades médicas que aconteceu das 8h às 13 horas.

OUTROS EVENTOS

A escolha dos bairros está sendo feito com base nos critérios epidemiológicos que indicam as regiões com o maior grau de contaminados pela Covid no município. O Agenor de Carvalho é o segundo bairro contemplado com a campanha “Combatendo a Covid-19”, exatamente por ser a segunda região com o maior índice de infectados da capital.

O Aponiã foi o primeiro bairro contemplado pela ação que efetuou, no dia 25 de julho, 327 consultas médicas, 176 atendimentos na farmácia e 166 testes rápidos, com 22 positivos.

Outros bairros também receberão o reforço médico de acordo com o balanço epidemiológico anunciado após cada ação deflagrada pela Semusa.

Fonte: Assessoria

Facebook Comments