Neste momento de pandemia, a proteção contra a Covid-19 é essencial. Por isso, a Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), buscando oferecer o devido suporte aos cidadãos vulneráveis em Rondônia, desenvolveu o projeto Previna-se, no qual serão entregues, de forma gratuita, 248.110 mil máscaras de tecido para as famílias inseridas no grupo de vulnerabilidade social através da parceria com a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater).

Nesse primeiro momento, 47.766 mil máscaras de tecido serão distribuídas, com previsão de, até o mês de setembro, realizar a entrega total. A primeira-dama e secretária da Seas, Luana Rocha, ressalta que o projeto vai abranger todo o Estado.

“O projeto Previna-se vai atender os 52 municípios de Rondônia. É o governo  de Rondônia trabalhando para para proteger a população”, destacou a secretária.

O Previna-se foi criado através de recursos proveniente do Fundo Estadual de Erradicação da Pobreza (Fecoep) e a distribuição será feita por via terrestre, utilizando veículos oficiais da Emater.

Segundo o diretor presidente da Emater, Luciano Brandão, as entregas começam a ser realizadas a partir do dia 10 de agosto. “Este excelente trabalho visa a proteção da população. Vamos dar todo o apoio necessário, através das 73 unidades da Emater presentes em todo o Estado”.

FAMÍLIAS BENEFICIÁRIAS

Serão beneficiadas com o projeto as famílias inseridas no grupo de vulnerabilidade social definitiva ou transitória, que não tenham condições de realizar a compra das máscaras por motivos financeiros ou por não conseguir encontrar o produto à disposição no mercado.

Para receber as máscaras, as famílias precisam apenas ir a um dos 73 escritórios da Emater munidos com documento de identificação, evitando, dessa forma, a comercialização das máscaras entregues.

As máscaras são de tecido com dupla proteção e reutilizáveis, seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Elas são um dos itens principais para a proteção contra a Covid-19 e devem ser utilizadas regularmente.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

 

Facebook Comments