Mãe de menino morto por suposto estuprador é ouvida pela polícia

A mãe do menino Wanderson Correia, assassinado por um suposto estuprador, foi ouvida pela Polícia Civil em Rolim de Moura (RO) nesta semana. Segundo informações obtidas pelo g1, a mulher passou mal na delegacia ao dar as declarações e relembrar os últimos momentos de vida do filho.

O corpo do menino de 10 anos foi encontrado na sexta-feira (15) em um casa abandonada da cidade.

Wanderson Correia foi morto por Paulo César Gomes, de 40 anos. Segundo a polícia, o suspeito levou até a residência para cometer um estupro.

À polícia, o suspeito confessou o crime e disse que a intenção dele era abusar de Wanderson, mas como o menino correu, ele pegou a camiseta da vítima e a matou asfixiada.

A Polícia Civil ainda aguarda os laudos da perícia para saber se o menino de 10 anos foi estuprado pelo suspeito antes de ser morto.

Paulo segue preso no presídio masculino de Rolim de Moura e foi indiciado por homicídio qualificado e tentativa de estupro de vulnerável.

Ainda segundo a Polícia Civil, Paulo é um suspeito ‘muito frio’, conhecido do meio policial enão demonstrou nenhum arrependimento. Ele já foi condenado por dois crimes de estupro e tem passagem na delegacia por furto.

Depoimento da mãe

Na última terça-feira (15), a mãe de Wanderson foi à delegacia de Rolim de Moura para dar declarações sobre os momentos que antecederam o sumiço do menino, na semana passada.

O objetivo do depoimento é ajudar a polícia em mais informações que possam respaldar as investigações.

Durante o depoimento, a mulher ficou emocionada e chorou bastante. A linha de investigação e outras informações ainda estão sendo colhidas pela delegacia do município.

Fonte: g1

Facebook Comments